Por que o Supremo está quietinho?

jandiraO Supremo Tribunal Federal continua mudo e calado após ser puxado pelo ex-ministro do Planejamento, o senador Romero Jucá (PMDB-RR), para o centro do golpe de Estado que afastou a presidente eleita Dilma Rousseff (PT).

A corte máxima continua silente diante das conversas gravadas entre Jucá e o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, divulgadas ontem (23), nas quais o homem forte de Michel Temer (PMDB) diz que o impeachment seria para barrar as investigações da Lava Jato. Claro, conforme Jucá, com a providencial ajuda de ministros do STF.

Quem também está sumido é o procurador-geral Rodrigo Janot, apontado como sócio do golpe. O chefe do Ministério Público Federal tem feito vistas grossas às delações contra Temer na Lava Jato, por exemplo.

A respeito deste silêncio, a deputada Jandira Feghari (PCdoB-RJ) cobrou nesta terça (24), na sessão do Congresso, um pronunciamento oficial do Supremo acerca da revelação de Jucá. Ela acha muito esquisito esse mutismo dos homens da toga.

A pergunta é: quem cala consente? Com a palavra o STF.

Comentários encerrados.