Petroleiros deflagram greve contra o ilegítimo governo de Michel Temer

petroleiros_contra_o_golpe

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) anunciou nesta segunda-feira (30) que seus sindicatos paralisarão as atividades em todas as unidades da Petrobras, no próximo dia 10 de junho, pelo período de 24 horas.

A mobilização da FUP atende ao chamado das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo contra o governo ilegítimo de Michel Temer (PMDB).

O movimento paredista antecede à greve nacional de todos os trabalhadores — ainda em gestação — contra o golpe de Estado.

Conselho Deliberativo da FUP indica greve de 24 horas no dia 10 de junho

Diante dos ataques contra a Petrobrás, o Pré-Sal e os direitos e conquistas da classe trabalhadora, que estão sendo desmontados pelos golpistas, a FUP e seus sindicatos indicam paralisação de 24 horas no dia 10 de junho. Esta data marcará a primeira grande mobilização nacional que as Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo realizarão contra o governo ilegítimo de Michel Temer.

As representações sindicais petroleiras, reunidas nesta segunda-feira, 30, no Conselho Deliberativo da FUP, alertaram para o risco iminente de perda de direitos e de grave retrocesso que a categoria já vive e que serão intensificados com as intenções de privatização da Petrobrás e de entrega do Pré-Sal, reveladas por Michel Temer.

As medidas econômicas de seu governo ilegítimo, anunciadas na semana passada e já em curso, revelam o que vínhamos alertando: o objetivo do golpe é derrubar as conquistas que garantimos a duras penas ao longo dos últimos anos. Retirar direitos da classe trabalhadora, arrochar salários, reduzir os investimentos do Estado na educação, saúde, habitação e outras áreas sociais, privatizar empresas públicas, entregar o Pré-Sal e o que restou das nossas riquezas são medidas que atendem à Fiesp, às transnacionais, ao mercado de capitais e aos demais financiadores do golpe.

Na Petrobrás não será diferente. Tudo indica que a nomeação de Pedro Parente se consolidará nos próximos dias e através dele será retomada a agenda de desmonte de direitos e de privatização iniciada por Fernando Henrique Cardoso nos anos 90 e que foi estancada durante o governo Lula. Somente com resistência e mobilização, os petroleiros terão a chance de impedir o violento retrocesso que atingirá a categoria nos próximos meses.

O dia 10 de junho deve ser uma resposta unitária de todos os petroleiros contra o golpe em curso no país e na Petrobrás.

Fonte: FUP

11 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Hi there. I discovered your web site by the use of Google while searching for a comparable subject, your site came up. It seems great. I have bookmarked it in my google bookmarks to come back then.

  2. I simply want to mention I am newbie to blogs and seriously enjoyed you’re web-site. More than likely I’m want to bookmark your blog . You certainly have superb well written articles. Regards for sharing your webpage.

  3. Td isso é pq amaro mais o dinheiro do que a deus agora aguenta deus está voltando para levar seus escolhido e vcs que ajuntaram tesouro na terra come tudo agora pq a nossa riqueza está no céu aonde a traça não corrói e nem ladrão rouba mt 6 19 21

  4. greve nacional

  5. A APP vai junto para mais uma GREVE HISTÓRICA.

  6. Cambada de lambe saco de sindicato, quanto deveriam se manifestar, quando deveriam gritar e espernear denunciando o assalto à Petrobras, preferiram se calar e ficar assistindo de camarote a delapidação da estatal, agora pensam que são gente e que tem moral para chamar a cria do PT (Michel Temer) de golpista.

  7. Sou a favor de greve geral!
    24h, depois 48h, depois 72h… até a derrubada desse desgoverno ESPÚRIO e ILEGAL!
    “O poder emana do povo”…

  8. Sabe como vai funcionar a exploração do pré-sal? Vai ser mais ou menos assim, as petroleiras estrangeiras irão extrair 30 barris, mas para o governo só extraiu 10 (aumente para alguns milhares). Quem vai fiscalizar? A agência reguladora que será criada para defender os interesses das corporações? Faz-me rir!
    Vai ter muito navio fantasma na costa brasileira carregando o ouro negro roubado.

    Parabéns aos trabalhadores que não aceitam este assalto aos bilhões em reservas brasileiras deste produto que não se resume somente à gasolina ou diesel, mas em muitos outros derivados, que se diga de passagem, são estratégicos para qualquer nação independente.

    Todos concordamos que deve haver mudanças nas administrações das estatais, uma delas é proibir políticos a ocuparem tais cargos.

  9. Agora sim. Parabéns e todo apoio aos petroleiros. Ah, e seria interessante avisar aos golpistas, que “com golpe não tem mais pré-sal”. E ponto. Bóra defender nosso País! Abraços.

  10. É, bom mesmo era na época da roubalheira, dos desvios e da corrupção. Aí não tinha manifestação.

  11. Só os Petras podem nos salvar do Golpe, varrer o Cerra entreguista para as trevas de onde saiu, e devolver o estado ao povo.