Parecer de Anastasia defende continuidade do impeachment

anastasia

Após mais de uma hora do início da sessão da Comissão Especial do Impeachment do Senado desta quarta-feira (4), finalmente o relator do processo, senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), começou a apresentar seu parecer de 126 páginas favorável à admissibilidade do processo contra a presidenta Dilma Rousseff.

Sem surpresas e rejeitando as argumentações da defesa e de senadores aliados de Dilma no colegiado, Ansatasia defendeu a continuidade do processo no Senado, mas decidiu não ampliar o espectro da investigação contra a petista, com informações da Operação Lava Jato. Na conclusão do parecer ele concentrou o voto nos temas já analisados pela Câmara dos Deputados.

Ao acatar os argumentos do pedido apresentado pelos advogados Janaína Paschoal, Hélio Bicudo e Miguel Reale Jr., Anastasia considerou que há indícios de crime de responsabilidade suficientes para justificar o afastamento temporário de Dilma – por 180 dias – e iniciar a fase de instrução do processo.

O processo tem dois pontos principais contra a presidenta. O primeiro trata do atraso de pagamentos do Tesouro Nacional ao Banco do Brasil, que ficou conhecido como pedaladas fiscais. Segundo os autores do pedido, foi escondido o déficit fiscal e o banco teve de arcar com recursos próprios para o repasse de empréstimo a agricultores beneficiados com taxas diferenciadas pelo Plano Safra. Outro ponto é a edição de decretos de crédito suplementar sem aval do Congresso Nacional.

Próximos passos

Com o prazo de 24 horas de vista coletiva, que será concedida depois da leitura, a expectativa é que o parecer seja votado pelo colegiado nesta sexta-feira (6). Antes disso, amanhã (5) o advogado-geral da União, José Eduardo Cardoso, responsável pela defesa da presidenta, terá uma hora para contrapor as observações de Anastasia. Em seguida, os senadores passam a debater o parecer.

Para ser aprovado pelo colegiado, o documento precisa do apoio da maioria simples dos senadores, ou seja, metade mais um dos que estiverem presentes à sessão. Apesar disso, seja qual for o resultado, o texto segue para análise do plenário do Senado. Se admitido, também em votação por maioria simples, Dilma será imediatamente afastada do cargo por até 180 dias. Nesse período, o vice-presidente Michel Temer assumirá a Presidência da República.

Enquanto isso, no Senado a comissão especial retomará o processo para iniciar a fase de instrução e emitir novo parecer. Não há prazo para que o Senado faça o julgamento final sobre o impedimento da presidenta.

via Agência Brasil

 

3 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Que cara de pau. Pedaleiro hipócrita. Normal em tucanos. E o outro tucano, o de São Paulo, que gosta de mandar a polícia bater e arrebentar estudantes e trabalhadores, que também acaba de ser pego em pedalada milionária com dinheiro do metrô? O que é ainda pior: meteu a máozona no dinheiro do Metrô e agora não quer pagar. Por isso não existe meia palavra: golpistas são canalhas!

  2. Alguém esperava parecer contrário ao impeachment elaborado por um membro do PSDB? Como disse antes, nem os anjos acreditam na imparcialidade dele neste relatório.

    Infelizmente o PT já está execrado da vida pública e política brasileira pelos tucanos, tiveram a oportunidade de mostrar a população que o PSDB não é partido de santo, agora terão que correr atrás do prejuízo por quererem usar a filosofia da boa vizinhança com eles e acabaram sendo escanteados.

    Em relação as investigações da Lava Jato ou Vaza Jato, acredito que irão ser findadas, pois como já está sendo cogitado a investigação contra Aécio Neves a pedido da PGR eu duvido que isso irá dar continuidade, pois já foi também denunciado o ex-Presidente Lula, que acredito sem medo de errar que será a prioridade do Juiz Sérgio Moro, já que sua esposa faz parte do PSDB do Paraná, pelo que se comenta nos corredores das rádios peões.

    Portanto resta ao PT se reestruturar, fazer uma oposição inteligente e correta, para que a população brasileira veja o tamanho da enganação que foram submetidos por estes derrotados das urnas para assumirem o poder novamente, ou todos acreditam que Temmer irá comandar isso tudo sozinho, como já divulgado o apoio dos tucanos está condicionado a condições que foram elaboradas por eles e apresentada ao Temmer, e uma que já conheço, é privatizar o que restou das empresas públicas, valorizar os especuladores que estão camuflados de empresários e cortar o máximo possível de benefícios que tenham os trabalhadores conquistados na Era PT ou alguém duvida disso?

    A verdade é está, vai ter gente sentindo no futuro bem próximo saudades do PT, do Lula e da Dilma, pois um dos objetivos é acabar com o Programa Minha Casa, Minha Vida, diminuir as ações sociais do governo para as classes sociais mais desfavorecidas, lotear o Pré Sal e ainda jogar para debaixo do tapete, toda e qualquer investigação que venha contra eles.

    Só para esclarecer, não sou petista e nem ativista, mas tenho consciência que o PT fez coisas boas para o brasileiros assalariados e também coisas péssimas para a sua reputação como partido e por isso, hoje paga caro por deixar gente que só estava interessado em enriquecimento fácil e rápido dentro de suas fileiras.

    O Brasil é bem a cara de quem está frente a frente de uma fera e não sabe o que fazer, pois se correr o bicho pega, se ficar o bicho come, com estes “salvadores” da pátria que se auto se dominaram também “paladinos da justiça”.

    E parafraseando Eduardo Cunha, “QUE DEUS TENHA MISERICÓRDIA DE NÓS”.

  3. AH VÁ?!!! … Do pedaleiro Anastazia, sócio de Aécio e receptor de propinas da Petrobras? nãaaaaoooo … jamais poderia esperar isso dele … que coisa não.