Por Esmael Morais

‘Dilma entrou no aquecimento para voltar em breve’, dizem senadores

Publicado em 26/05/2016

De acordo com Vanessa, os legalistas estão com muita esperança de restituir o governo para Dilma. “Nós estamos com muita esperança. Eles tiveram apenas dois votos a mais. Não é algo impossível”.

A senadora do PCdoB falou que o grupo trabalha pelo convencimento dos parlamentares que se declararam favorável à “admissibilidade” do impeachment, não sobre o “mérito” do afastamento da presidente eleita.

“Os mais conservadores, entre os quais eu me incluo, contabilizam 10 senadores; os mais otimistas acreditam em 15, possíveis de votarem pela volta de Dilma”, asseverou.

Vanessa Grazziotin comentou ainda o vazamento de gravações que expuseram os reais motivos do golpe de Estado. “Mudou tudo, tudo mudou. Porque não precisamos mais explicar por que é um golpe. O Romero Jucá – senador do PMDB-RR — detalhou bem como foi”, disse.

A esse respeito, Requião é até mais radical que Vanessa: “as gravações acabaram com o golpe”, avaliou o peemedebista.

“O Supremo Tribunal Federal não reage, não fala nada. Se fosse num país sério Jucá já estaria preso”, protestou a senadora do PCdoB, ao dizer que “eles [os golpistas] aprovaram uma meta ilegal, de R$ 170 bilhões, um cheque em branco, sem passar pela comissão de orçamento”.

Entretanto, Vanessa é otimista quanto à repercussão mundial do golpe no Brasil: “Na mobilização internacional, os golpistas estão levando de goleada. Até porque a mídia estrangeira não é tão venal como a brasileira”, compara.