Beto Richa reabre nova guerra contra os professores do Paraná; assista

beto_richaO governador Beto Richa (PSDB), do Paraná, declarou nova guerra contra os servidores públicos, em geral, e contra os professores, em particular, ao enviar nesta segunda-feira (2) mensagem à Assembleia Legislativa que impede o desconto da mensalidade sindical em folha de pagamento.

O tucano está reunido agora à noite, no Palácio Iguaçu, onde tenta arregimentar deputados para nova batalha no Centro Cívico. Ou seja, Richa está “reativando” a famigerada bancada do camburão. Abaixo, assista ao vídeo:

A sinalização do governador do PSDB ocorre no mesmo dia em que seu correligionário de ninho e colega Geraldo Alckmin, de São Paulo, mandou a PM invadir escolas ocupadas por estudantes. (Felizmente, o Tribunal de Justiça daquele estado determinou a saída dos policiais do prédio do Centro Paula Souza). Também um ano após o covarde massacre de 29 de abril.

Voltemos ao caso do Paraná.

De acordo com o deputado Professor Lemos (PT), Richa quer enfraquecer os sindicatos para, logo em seguida, destruir os direitos da carreira do magistério e funcionários públicos do estado.

“Ele reabriu a guerra. O governador precisa ser contido. É uma loucura o que ele está fazendo contra os servidores públicos”, denunciou o parlamentar.

A política beligerante do governador Beto Richa é nojenta e doente, que precisa ser combatida com energia. Esse novo ataque do tucano é a expressão do que o ‘pior está por vir’ em um eventual governo golpista de Michel Temer (PMDB).

A seguir, assista ao vídeo com a denúncia de Professor Lemos:

Comentários encerrados.