Bancada suprapartidária no Senado sugere repatriar fundo clandestino do PMDB para preservar Fundo Soberano

michel_temerBancada suprapartidária intitulada nacionalista, no Senado, sugeriu nesta terça-feira (31) a repatriação do fundo clandestino do PMDB, em Londres, para preservar o Fundo Soberano.

O operador financeiro da cúpula do PMDB, Expedito Machado Neto, filho do delator Sérgio Machado (PSDB), ex-presidente da Transpetro, também fez acordo premiado com a Lava Jato. Ele é quem comanda o fundo de propinas na Grã-Bretanha.

Segundo congressistas ouvidos pelo Blog do Esmael, o fundo clandestino peemedebista na capital inglesa pode chegar US$ 500 milhões — cerca de R$ 1,8 bilhão na cotação de hoje.

A proposta da bancada suprapartidária de repatriação dos recursos oriundos de propinas surgiu em virtude de o presidente provisório Michel Temer (PMDB), na posse do dia 12 de maio, anunciar o confisco de R$ 2,4 bilhões do Fundo Soberano.

O fundo soberano é uma reserva criada em 2008, no governo Luiz Inácio Lula da Silva, constituída pela sobra do superávit primário que existia naquele momento e com royalties do petróleo. A ideia era utilizar essa poupança para momentos de crise econômica.

Comentários encerrados.