Tchau, golpistas!

temer_cunhaCiosos por sua história de lutas democráticas, deputados do Partido Socialista Brasileiro (PSB) ampliam a debandada no meio golpista.

A bancada do PSB tem 32 deputados, mas dez parlamentares socialistas podem votar contra o impeachment neste domingo (17).

Além dos socialistas, o PMDB também inspira cuidados de Cunha e Temer — sócios no golpe de Estado.

Os partidos oposicionistas fecham duas posições acerca do golpe em curso: 1) encaminhar pelo impeachment; 2) não punir os votos de consciência em favor da democracia.

Mesmo com a tortura dos números pela mídia, os golpistas não conseguirão atingir os 342 votos necessários para autorizar o Senado a abrir o processo de deposição da presidente Dilma Rousseff.

Antevendo sua derrota, a Globo, por exemplo, adjetiva dizendo que “a política é uma caixinha de surpresas”.

Comentários encerrados.