Sérgio Moro quer acabar com a ‘Vaza Jato’ em dezembro. Parar por quê? Por que parar?

Tal qual fez outrora o ministro Joaquim Barbosa, ex-presidente do Supremo, o juiz Sérgio Moro pretende pendurar as chuteiras em dezembro deste ano sem que tenha engaiolado um único tucano; estratégia do magistrado da Vaza Jato foi registrada pelo jornal Valor Econômico, edição desta segunda-feira (11); juiz da 3ª Vara Federal de Curitiba vê esmilinguir sua popularidade vitaminada pela parceria com a golpista Rede Globo; povo brasileiro, sobretudo os coxinhas, não deveria deixar o juiz Sérgio Moro abandonar o barco em movimento. Tem muito corrupto solto por aí, inclusive fora do PT.

Tal qual fez outrora o ministro Joaquim Barbosa, ex-presidente do Supremo, o juiz Sérgio Moro pretende pendurar as chuteiras em dezembro deste ano sem que tenha engaiolado um único tucano; estratégia do magistrado da Vaza Jato foi registrada pelo jornal Valor Econômico, edição desta segunda-feira (11); juiz da 3ª Vara Federal de Curitiba vê esmilinguir sua popularidade vitaminada pela parceria com a golpista Rede Globo; povo brasileiro, sobretudo os coxinhas, não deveria deixar o juiz Sérgio Moro abandonar o barco em movimento; há muito corrupto solto por aí, inclusive fora do PT; portanto, fim da Vaza Jato já em dezembro seria um baita recibo da seletividade dessa operação.

Tal qual fez outrora o ministro Joaquim Barbosa, ex-presidente do Supremo, o juiz Sérgio Moro pretende pendurar as chuteiras em dezembro deste ano sem que tenha engaiolado um único tucano.

A estratégia do magistrado da Vaza Jato foi registrada pelo jornal Valor Econômico, edição desta segunda-feira (11).

Moro deixou escapar esse script em confidência a interlocutores na Universidade de Chicago, onde foi convidado a palestrar na Associação de Estudantes Brasileiros no Exterior (BRASA).

O juiz da 3ª Vara Federal de Curitiba vê esmilinguir sua popularidade vitaminada pela parceria com a golpista Rede Globo.

Segundo a revista Veja, também da cepa golpista, a aprovação de Moro despenca rumo ao chão. Daqui a pouco ele começa a ser vaiado nos restaurantes, que antes o aplaudiam de pé.

Não são apenas os juízes brasileiros que estão aprendendo sair de campo na alta. Os jogadores de futebol, a exemplo de Pelé, também deixam os gramados no ápice para preservar sua imagem.

O povo brasileiro, sobretudo os coxinhas, não deveria deixar o juiz Sérgio Moro abandonar o barco em movimento. Tem muito corrupto solto por aí, inclusive fora do PT.

Portanto, a Vaza Jato não pode terminar em dezembro sem concluir sua missão: prender um único tucano de boa plumagem.

Comentários encerrados.