Ratinho Junior lança nesta terça a “Carta de Puebla do Batel”

Deputado licenciado e secretário de Estado, Ratinho Júnior, reúne a tropa de Curitiba nesta terça-feira (5) para lançar a versão playboy da “Carta de Puebla do Batel”;documento original dos bispos, da Conferência Episcopal de 1979, realizada em Puebla de Los Angeles, no México, diferente desta do líder do PSD, orienta pela opção preferencial pelos pobres e tem a vida como centro de qualquer projeto e assegura aos mais necessitados o direito humano à vida em sua plenitude; além de lançar a “Carta de Puebla do Batel”, presidente municipal do PSD de Curitiba, deputado Ney Leprevost, na condição de candidato a prefeito da capital paranaense, também apresentará novos filiados no partido; dentre os novos signatários da “Carta de Puebla do Batel” estão os vereadores Bruno Pessuti e Carla Pimentel – ambos deixaram o PSC – e o líder informal de Gustavo Fruet (PDT) na Câmara Municipal, Felipe Braga Cortes (PSDB).

Deputado licenciado e secretário de Estado, Ratinho Júnior, reúne a tropa de Curitiba nesta terça-feira (5) para lançar a versão coxinha da “Carta de Puebla” — a “Carta de Puebla do Batel”;documento original dos bispos, da Conferência Episcopal de 1979, realizada em Puebla de Los Angeles, no México, diferente desta do líder do PSD, orienta pela opção preferencial pelos pobres e tem a vida como centro de qualquer projeto e assegura aos mais necessitados o direito humano à vida em sua plenitude; além de lançar a “Carta de Puebla do Batel” coxinha, presidente municipal do PSD de Curitiba, deputado Ney Leprevost, na condição de candidato a prefeito da capital paranaense, também apresentará novos filiados no partido; dentre os novos signatários da “Carta de Puebla do Batel” estão os vereadores Bruno Pessuti e Carla Pimentel – ambos deixaram o PSC – e o ex-líder informal do prefeito Gustavo Fruet (PDT) na Câmara Municipal, Felipe Braga Cortes, que chispou do PSDB.

O pré-candidato ao governo do Paraná pelo PSD, Ratinho Júnior, reúne a tropa de Curitiba na noite desta terça-feira (5) para lançar a versão coxinha da “Carta de Puebla do Batel*”.

A “Carta de Puebla” verdadeira, originária da Conferência Episcopal de 1979, realizada em Puebla de Los Angeles, no México, diferente desta de Ratinho Júnior, orienta pela opção preferencial pelos pobres e tem a vida como centro de qualquer projeto e assegura aos mais necessitados o direito humano à vida em sua plenitude.

Além de lançar a “Carta de Puebla do Batel”, o presidente municipal do PSD de Curitiba, deputado Ney Leprevost, na condição de candidato a prefeito da capital paranaense, também apresentará novos filiados no partido.

Dentre os novos signatários da “Carta de Puebla do Batel” estão os vereadores Bruno Pessuti e Carla Pimentel – ambos deixaram o PSC – e o líder informal de Gustavo Fruet (PDT) na Câmara Municipal, Felipe Braga Cortes (PSDB).

*Batel é o nome do bairro mais chique da Capital Nacional do Grampo, muito frequentado pelos coxinhas que defendem o golpe contra o estado democrático de direito.

6 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I just want to mention I am just beginner to blogging and truly savored this web page. Likely I’m want to bookmark your blog post . You definitely come with exceptional writings. Kudos for sharing with us your web-site.

  2. Carta?
    Quem deseja carta?
    O povo pede atos, ações de respeito e amor.
    Quem ama o Brasil e o povo brasileiro (do qual estes fazem parte) não despreza as necessidades essenciais da população, da qual dependem dos votos. Quem ama o Brasil não pode coabitar com o sofrimento nos hospitais, com a educação falha, com a pobreza em geral, com as gritantes diferenças salariais, sociais e mentiras para tentar explicá-las.
    O amor, trata bem.

  3. Ney Leprevost me representa. Terá meu voto, dos meus amigos e parentes.

  4. O melhor nome para a Prefeitura de Curitiba é sem dúvida nenhuma o de Ney Leprevost!

  5. Estão de gozação, o “povo” do Batel querendo editar uma “carta de Puebla” para não disser outra coisa eu só tenho há classificar como ridícula está ação. Será que eles querem calçadas de mármore como tentaram a algum tempo atrás ou liberar a cerveja nos botecos da socialites e o povo do resto da cidade de se dane.
    É bom que o povo veja que são os verdadeiros representantes do povo e do povinho do Batel. Por este motivo sou Requião Filho.

  6. Carta!?
    Não seria lista?