Por Esmael Morais

Pós-golpe: mundo chocado com “Câmara de Bandidos” no Brasil

Publicado em 19/04/2016

“Fazendo uma destituição de um presidente sem qualquer base jurídica nem constitucional. Constitui uma falta de dignidade, uma bandalheira”.

Miguel Sousa Tavares chocado com o show de horrores relatou: “Elogiaram o coronel Ultra, que torturou o marido de Dilma na frente dela”.

O comentarista que acompanha a política brasileira desde a eleição indireta de Tancredo Neves, em 1985, testemunha estarrecido: “Nunca vi o Brasil descer tão baixo”.

Ainda de acordo com ele, a situação brasileira é campo fértil para um golpe militar.

O analista político prevê um período de retrocesso depois de vários anos de Lula.