Impeachment não passará na Câmara, reconhece Datafolha

cunha_golpe

Datafolha jogou a toalha em relação à aprovação do impeachment, cuja votação está prevista na Câmara para o próximo dia 17 de abril; segundo jornal Folha de S. Paulo, edição desta sexta-feira (8), levantamento feito pelo instituto, de 21 de março a 7 de abril, entre os parlamentares, 60% deles dizem que darão votos favoráveis ao impedimento da petista; números são insuficientes para a instalação do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff; DataEsmael, que nunca errou uma projeção, conta 321 deputados contra o impeachment depois do “fico” do Partido Progressista. Bastam apenas 172 para barrar o golpe; Blog do Esmael também apurou que 28 senadores votam “ideologicamente” contra o impeachment, ou seja, os golpistas não passarão nas duas Casas.

Até mesmo o Datafolha jogou a toalha em relação a aprovação do impeachment, cuja votação está prevista na Câmara para o próximo dia 17 de abril. A informação é do jornal Folha de S. Paulo, edição desta sexta-feira (8).

Segundo levantamento feito pelo instituto, de 21 de março a 7 de abril, entre os parlamentares, 60% deles dizem que darão votos favoráveis ao impedimento da petista.

Entretanto, os números são insuficientes para a instalação do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

Pelas contas do Datafolha, são 308 deputados favoráveis ao golpe contra a democracia.

O DataEsmael, que nunca errou uma projeção, conta 321 deputados contra o impeachment depois do “fico” do Partido Progressista. Bastam apenas 172 para barrar o golpe.

O DataEsmael também apurou que 28 senadores votam “ideologicamente” contra o impeachment, ou seja, os golpistas não passarão nas duas Casas.

Comentários encerrados.