Gleisi Hoffmann recorre ao STF contra abuso de poder da Polícia Federal

Senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), em pronunciamento no plenário, informou nesta segunda-feira (4) que recorreu ao Supremo Tribunal Federal contra os abusos da Polícia Federal; segundo ela, “a autoridade policial não dispõe de amplos e ilimitados poderes, a ponto de lhe ser permitido indiciar um parlamentar federal, sem com isso usurpar a competência do STF”; Gleisi também enviou representação ao ministro da Justiça Eugênio de Aragão, a fim de apurar as razões que levaram a Polícia Federal a agir em total afronta às leis constitucionais e às suas prerrogativas funcionais; abaixo, ouça o áudio da senadora Gleisi Hoffmann.

Senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), em pronunciamento no plenário, informou nesta segunda-feira (4) que recorreu ao Supremo Tribunal Federal contra os abusos da Polícia Federal; segundo ela, “a autoridade policial não dispõe de amplos e ilimitados poderes, a ponto de lhe ser permitido indiciar um parlamentar federal, sem com isso usurpar a competência do STF”; Gleisi também enviou representação ao ministro da Justiça Eugênio de Aragão, a fim de apurar as razões que levaram a Polícia Federal a agir em total afronta às leis constitucionais e às suas prerrogativas funcionais; abaixo, ouça o áudio da senadora Gleisi Hoffmann.

“Só posso entender este ato da autoridade policial, que conhece bem os dispositivos constitucionais, no contexto político de pretender me expor publicamente, já que um indiciamento policial geraria, como gerou, notícia nos amplos setores da mídia, ao contrário de um relatório ao Procurador Geral da República, como deveria ser”. Com esta afirmação, a senadora Gleisi Hoffmann informou no plenário do Senado que protocolou junto ao Supremo Tribunal Federal, reclamação que trata do seu indiciamento pela Polícia Federal na semana passada.

“Jamais usei da minha condição de parlamentar para criticar a operação Lava Jato ou o trabalho de investigação”, afirmou a Senadora. “Contudo, não posso permanecer calada diante dos reiterados excessos cometidos pela Polícia Federal, que insiste em extrapolar seus deveres funcionais em todo esse inquérito, por vezes usurpando a competência da Corte Suprema e em afronta às normas estabelecidas pela Constituição”, complementou.

A senadora afirmou ainda que, a normativa constitucional é clara: “a Autoridade Policial não dispõe de amplos e ilimitados poderes, a ponto de lhe ser permitido indiciar um parlamentar federal, sem com isso usurpar a competência do Supremo Tribunal Federal”.

Assim sendo, o indiciamento promovido pela Polícia Federal nas investigações que foram instauradas contra a senadora Gleisi na operação Lava Jato, não foi comunicado à Procuradoria Geral da República e ao Supremo Tribunal Federal, significando afronta ao Dispositivo Constitucional.

Além disso, a senadora enviou representação ao ministro da Justiça Eugênio de Aragão, a fim de apurar as razões que levaram a Polícia Federal a agir em total afronta às leis constitucionais e às suas prerrogativas funcionais. “Vou continuar minha defesa e provar inocência, sempre confiando na Justiça e na política como meios de garantir direitos e melhorar o convívio social”, concluiu.

8 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Será que ela é uma daquelas que o molusco disse que tem o grelo duro?????? O loco, quero saber a verdade!!!!!!

  2. Acabei de assistir o programa roda viva em que o Ministro Marco Aurélio Mello é entrevistado por uma roda de jornalismo do pior estirpe da PIG (ISTOÉ, Veja, Estado de São Paulo, Folha de São Paulo, Valor Econômico). O ministro deu uma aula de jurisprudência constitucional e reafirmou que o impeachment sem dolo eventual é artificio de Golpe de Estado e calou a todos, principalmente o novato José Neumann Pinto, um verdadeiro idiota dos idiotas!!! Absolutamente podre esse roda viva, parece rodinha de boteco tucano, não há o princípio da contradição de opiniões!!! O ministro Marco Aurélio foi enfático ao dizer que Sergio Moro está cometendo muitos erros na condução da Lava Jato, especialmente nas prisões abusivas para conseguir delações premiadas na base da extorsão!!!

    • Isso mesmo Robson, vejo dessa forma a respeito desse tipo de jornalista..Assisti também e vi a forma como partiam pra cima do Ministro Marco Aurélio;pareciam que eles estavam com muita sede de se vingar, mas felizmente o Ministra Mello colocou todos no seu devido lugar, ou seja na sua insignificância da PIG.

  3. Golpistas agem do jeito que eles bem entendem. Não se importam com a razão. Extrapolam as leis, abusam da autoridade como jagunços.

  4. A PF, a mão da Constituição.
    Se eles desrespeitam uma SENADORA, que
    conhece da lei..
    O que será de nós simples mortais..
    Nós simples mortais, sabemos que todos são mortais..

  5. Este Delegado da PF, tem que ser afastado imediatamente!
    É um golpista tucano!

  6. GLEISI SOMENTE ACONTECEU OS ABUSOS, POR VOCÊ PERTENCER E SER FILIADA AO PARTIDO POÍTICO “PT”. SE VOCÊ FOSSE FILIADA AO PSDB, NÃO TERIA ACONTECIDO NADA.