fruet_sismuc

| Comente agora

A partir desta terça-feira, dia 5, os mais de cinco mil prefeitos de todo o país estão proibidos de conceder aumentos reais nos salários dos servidores públicos; prevista na Lei 9.504 de 1997, que regula as eleições no país, regra começa a vigorar seis meses antes do pleito e vale até a posse dos eleitos; com isso, o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), por exemplo, momentaneamente se livra de movimentos sindicais que reivindicam melhorias salariais; em julho próximo, quando faltarão três meses para a eleição, as regras ficarão mais restritas: não será permitido nomear, contratar, demitir, exonerar ou transferir servidor público, exceto em alguns casos.

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.