flautista_hamelin

| Comente agora

Ao menos parte dos 65 deputados, que compõem a comissão do impeachment, entrará para a História amanhã, segunda-feira, 11; eles temem serem inscritos na posterioridade como “golpistas”; não haverá “folgada maioria” para nenhum dos lados na votação do relatório, amanhã, cuja sessão será transmitida ao vivo pelo Blog do Esmael a partir das 10 horas; nessas horas que antecedem à tentativa de golpe na Câmara, aumentam as especulações sobre possível afastamento do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o que desorganizaria seu exército e o ritmo da vingança contra a democracia e o mandato de Dilma Rousseff.

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.