aliel_francischini_carimbo

| Comente agora

Levantamento do DataEsmael, concluído ao meio dia desta terça-feira (12), aponta que o governo tem na ponta do lápis 256 votos contra o impeachment ante 171 dos golpistas; indecisos somam 86; oposição caminha para a derradeira e fragorosa derrota domingo (17) no plenário da Câmara, que decidirá pela autorização ou rejeição da abertura, no Senado, do processo de impeachment da presidente da República; são necessários 342 votos dos parlamentares — ou dois terços de 513 — um quórum matematicamente impossível para oposição alcançar; aumento de apoios do Palácio do Planalto tem a ver com os seguintes fatores: 1- derrota moral na comissão do impeachment, onde os oposicionistas ficaram aquém do esperado (apenas 58% dos votos); 2- mobilização da base social contra o golpe; 3- pesquisa que põe Lula à frente na corrida presidencial de 2018, o que dá mais perspectiva de poder ao PT; virada do governista foi expressa ontem no voto do deputado Aliel Machado (Rede-PR), único representante do partido de Marina Silva na comissão; parlamentar pontagrossense se livrou do assédio “coxinha” ao se posicionar a favor da democracia e contra o golpe de Estado em curso; igual a ele, no próximo domingo, data da votação do impeachment, deverá surgir dezenas de “Aliels” se libertando do “carimbo” golpista; entretanto, há aqueles deputados, como Fernando Francischini (SD-PR), que se orgulham de serem chamados de “golpistas” se o objetivo for derrubar Dilma Rousseff.

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.