Cunha sofre 1ª derrota no STF

A marcha do golpe sofreu a primeira derrota no Supremo na noite desta quinta-feira (14) e, por consequência, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Por 5 votos a cinco, o empate na corte impôs alternância na votação do impeachment no domingo (17).

A afoita velha mídia golpista chegou dar “barriga” ao cravar, antes do término da votação, derrota da presidente Dilma.

Cunha queria começar a votação pelo Sul, onde, em tese, o golpe teria mais apoios. Entretanto, em virtude de ação do PDT e PCdoB, recuou ao estabelecer início da apreciação pelo Norte.

O STF, porém, derrapou ao censurar a defesa do ministro José Eduardo Cardozo no plenário da Câmara.

Agora, o Supremo analisa pedidos do PT e da AGU para suspender votação do impeachment. A matéria está sendo relatada pelo ministro Edson Fachin. Acompanhe ao vivo:

Comentários encerrados.