AO VIVO: comissão do impeachment ouve parecer do relator; assista

Relator do colegiado, deputado Jovair Arantes (PTB-GO), apresenta relatório em que opina se o processo deve ou não ser aberto contra Dilma; documento com mais de 100 páginas será lido, na íntegra, ainda nesta tarde; deputado Rogério Rosso (PSD-DF), presidente do colegiado, pediu serenidade aos parlamentares e reforçou o compromisso em buscar “solução que atendam aos anseios da população”; expectativa é que haja pedido de vista conjunta, garantindo aos deputados duas sessões para análise do texto; votação do texto no colegiado deve acontecer na próxima segunda-feira (11) a partir das 17 horas; pedido de afastamento em análise se baseia na denúncia por suposto crime de responsabilidade de Dilma Rousseff apresentada na Câmara pelos juristas Hélio Bicudo e Miguel Reale Jr. e pela advogada Janaína Paschoal; clique na imagem para assistir a sessão ao vivo.

Relator do colegiado, deputado Jovair Arantes (PTB-GO), apresenta relatório em que opina se o processo deve ou não ser aberto contra Dilma; documento com mais de 100 páginas será lido, na íntegra, ainda nesta tarde; deputado Rogério Rosso (PSD-DF), presidente do colegiado, pediu serenidade aos parlamentares e reforçou o compromisso em buscar “solução que atendam aos anseios da população”; expectativa é que haja pedido de vista conjunta, garantindo aos deputados duas sessões para análise do texto; votação do texto no colegiado deve acontecer na próxima segunda-feira (11) a partir das 17 horas; pedido de afastamento em análise se baseia na denúncia por suposto crime de responsabilidade de Dilma Rousseff apresentada na Câmara pelos juristas Hélio Bicudo e Miguel Reale Jr. e pela advogada Janaína Paschoal; clique na imagem para assistir a sessão ao vivo.

Começou, há pouco, a reunião da comissão especial encarregada de analisar, na Câmara dos Deputados, o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

O relator do colegiado, deputado Jovair Arantes (PTB-GO), vai apresentar relatório em que opina se o processo deve ou não ser aberto contra Dilma. O documento com mais de 100 páginas será lido, na íntegra, ainda nesta tarde.

O deputado Rogério Rosso (PSD-DF), presidente do colegiado, pediu serenidade aos parlamentares e reforçou o compromisso em buscar “solução que atendam aos anseios da população”. “Não podemos ceder a pressões que possam colocar em risco a democracia”, disse ao afirmar que os argumentos contrários e favoráveis ao impeachment terão o mesmo espaço de discussão.

A expectativa é que haja pedido de vista conjunta, garantindo aos deputados duas sessões para análise do texto.

Um acordo entre líderes transferiu para sexta-feira (8), quando é previsto o início da discussão do texto, a definição sobre o cronograma das próximas reuniões e do tempo limite de fala a que os deputados têm direito. Pelas regras atuais, cada um dos 65 deputados efetivos da comissão dispõe de 15 minutos para falar; já os deputados não membros têm 10 minutos.

A votação do texto no colegiado deve acontecer na próxima segunda-feira (11) a partir das 17 horas.

O pedido de afastamento em análise no colegiado se baseia na denúncia por suposto crime de responsabilidade de Dilma Rousseff apresentada na Câmara pelos juristas Hélio Bicudo e Miguel Reale Jr. e pela advogada Janaína Paschoal.

No documento, os autores argumentam, entre outros pontos, que Dilma desrespeitou a lei orçamentária, nos anos de 2014 e 2015, ao ter autorizado a abertura de créditos orçamentários, ampliando os gastos públicos, incompatíveis com a meta de resultado primário prevista nas leis de diretrizes orçamentárias (LDO) dos dois anos.

da Agência Câmara

7 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I simply want to mention I am newbie to blogging and site-building and honestly enjoyed you’re web site. More than likely I’m want to bookmark your website . You definitely have impressive well written articles. With thanks for sharing with us your website.

  2. É isso aí meu xará Luiz.assino em baixo do que o Sr escreveu. Só os alienados acham que o PT inventou a corrupção. Estamos na luta.não vai ter golpe

  3. SE PARA ELES, O CUNHA É UM SANTO, ISTO SÓ PODE SER UMA PANCADA EVANGÉLICA, QUE MERECE SER DESBANCADA, ANTES QUE COLOQUEM UM TIRANO NO PODER.
    Frente de deputados evangélicos anuncia apoio ao impeachment
    A Frente Parlamentar Evangélica anunciou seu apoio ao impeachment da presidente Dilma Rousseff no início da noite desta quarta-feira (6). O presidente da frente, João Campos (PRB-GO), diz esperar que 91 deputados do grupo votem pelo pedimento da presidente Dilma.

  4. Cunha um grande ladrão quera saber porque não esta na cadeia.

    • E olha que já fora pedido sua prisão (do CUnha) pelo Janot heim? … está na mão do tal de Teori para apreciação. Hora dessas, sai … talvêz devêssemos precioná-lo (o Ministro) para que resolva logo. Que daí, em sendo afastado e preso, acabaria com essa putaria do kcete.

  5. O relator é da turma do Cunha, não se pode esperar algo positivo deste cara.

  6. Serei curto e grosso.Muitas empresas estão sendo fechadas tudo por conta desse processo de impeachment,o país parou…Aécio,Globo,Moro,PSDB,PMDB e todos que apoiam essa aberração,política se ganha é na urna.O PT não inventou a corrupção,o roubo sempre existiu,não estou fazendo apologia a corrupção,mas tá errado esses vagabundos como Cunha e seus aliados destruir o país para destruir o PT,por medo de LULA em 2018.O Brasil nunca mais será o mesmo, essa porra de país sempre teve divisão de classes,mas a Rede Bosta tenta colocar nas mentes dos alienados que LULA divide o país. Parem com essa palhaçada de impeachment e retomem o crescimento do país. metam o vagabundo do Cunha logo na cadeia,pois esse safado não tem dois culhões para ser mais homem que ninguém.