campagnolo_licitacao_golpe

| Comente agora

Presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo, teve ontem (6) uma licitação publicitária de R$ 4,9 milhões questionada judicialmente; Sindicato das Agências de Propaganda do Paraná (Sinapro) pediu suspensão do certame porque viu indícios de fraudes que ferem a lei de licitações e que podem causar lesões “irreparáveis” ao interesse público; sistema S licita agência de propaganda para veicular, principalmente, peças contra deputados e senadores que se posicionam contra o golpe ao estado democrático de direto e contra o impeachment da presidente Dilma; sistema S é apontado como um dos maiores sonegadores de impostos do país, e, segundo o deputado federal João Arruda (PMDB-PR), o prejuízo ao erário pode ultrapassar R$ 18 bilhões ao ano; parlamentar propõe a criação de uma CPI para investigar desvios desses recursos que seriam utilizados na especulação do mercado financeiro; abaixo, leia a íntegra da ação do Sinapro.

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.