26 de abril de 2016
por esmael
9 Comentários

Collor apresenta “plano de reconstrução” a Temer. Vem aí novo confisco da poupança?

collorO vice Michel Temer é cercado de incertezas e inseguranças. A mais nova delas atende pelo nome de Fernando Collor de Mello, senador, ex-presidente cassado por corrupção em 1992.

Pois bem, nesta terça-feira (26), Collor disse que apresentou um “plano de reconstrução” a Temer. Essa revelação deu trinta tipos de medo naqueles que sofrem na pele o confisco da poupança há 24 anos. Leia mais

26 de abril de 2016
por esmael
6 Comentários

Cadê o lobista Luiz Abi? Prenderam o primo de Beto Richa outra vez?

richa_abiEu tinha um encontro no final da tarde desta terça-feira (26) com o lobista Luiz Abi Antoun, no 1º Juizado Especial de Londrina. O primo do governador Beto Richa (PSDB) não compareceu à audiência judicial previamente marcada. Desloquei-me de Curitiba “só” para encontrá-lo. Leia mais

26 de abril de 2016
por admin
7 Comentários

Eduardo Cunha, o Richa da Câmara?

cunharicha

O que une o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), e o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), além do golpe contra a democracia em curso no País?

Ambos estão envolvidos em sérias denúncias de corrupção, mas até o momento seguem intocáveis, como que por encanto. A Justiça parece que não os cabe, não os atinge; e eles continuam firmes em seus mandatos para a tristeza do Paraná e do Brasil. Leia mais

26 de abril de 2016
por admin
2 Comentários

Senador critica formação do governo Temer antes mesmo do golpe

jORGE_vIANA_CABEÇA

Lideranças de movimentos sociais estiveram nesta terça-feira, no Senado Federal, para chamar a atenção para os riscos de o Congresso Nacional romper com a institucionalidade e aprovar o impeachment da presidente da República, Dilma Rousseff.

O senador Jorge Viana (PT-AC) participou do encontro com os representantes dos movimentos e afirmou em Plenário que, apesar de estar previsto na Constituição, o impeachment só é justificável se houver crime de responsabilidade, o que não se aplica à administração de Dilma. Leia mais

26 de abril de 2016
por admin
7 Comentários

“Querem chegar, sentar na minha cadeira, mas sem voto”, diz Dilma

dilmaba

A presidenta Dilma Rousseff voltou a dizer hoje (26) que o processo de impeachment é uma tentativa de fazer uma eleição indireta por quem quer chegar ao Poder sem votos.

“O poder vem do voto popular direto. Esse impeachment, que é golpe, na verdade é uma tentativa de fazer uma eleição indireta por aqueles que não têm voto. Se eles querem chegar ao Poder e não tem crime [de responsabilidade], só tem um caminho: disputem eleições. Eles querem chegar, sentar na minha cadeira, mas sem voto. Esse é o problema. É claro que isso é muito confortável: você não tem que prestar conta para o povo brasileiro”, disse Dilma. Leia mais

26 de abril de 2016
por admin
10 Comentários

Tucano Anastasia será relator do golpe no Senado

anastasiaPor votação nominal com 16 votos a cinco, o nome do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) foi aprovado na manhã desta terça (26) para a relatoria da comissão do Senado que analisa a admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. O tucano era a única indicação para o cargo, mas parlamentares governistas pediram o impedimento do nome de Anastasia para a função. Leia mais

26 de abril de 2016
por admin
13 Comentários

Após 1 ano do massacre de Richa, educação segue abandonada no PR

Captura-de-Tela-2015-04-29-às-19.53.44A educação pública estadual do Paraná continua sob intensos ataques do governador Beto Richa (PSDB) mesmo depois de um ano do massacre de 29 de abril. Por isso mesmo, as mobilizações desta semana não serão somente para relembrar aquele ato covarde no Centro Cívico, mas para pressionar o tucano a cumprir seu dever para com o futuro dos paranaenses.
Leia mais

26 de abril de 2016
por esmael
9 Comentários

Beto Richa usa governo para dificultar investigações de corrupção na Receita Estadual, acusa MP

beto_richaAh, se Beto Richa fosse do PT… Mas não é. O governador do Paraná é do PSDB de Aécio Neves.

Feita essa consideração inicial, vamos aos fatos.

O Ministério Público (PM) acusa a Procuradoria-Geral do Estado do Paraná (PGE) de agir para anular delação do auditor fiscal Luiz Antonio de Souza com objetivo único de blindar o governador Beto Richa (PSDB), citado pelo delator como suposto beneficiário do esquema de corrupção na Receita Estadual. Leia mais

26 de abril de 2016
por esmael
5 Comentários

Senado põe contagem regressiva para Dilma; acompanhe ao vivo

dilma_temerO mandato de Dilma Rousseff entrou em contagem regressiva, pois o Senado poderá cessá-lo no próximo dia 12 de maio quando o plenário da Casa deverá votar pela admissibilidade do impeachment. No lugar da presidente assume o vice Michel Temer cuja a legitimidade já é questionada de maneira suprapartidária e plural. Acompanhe a discussão vivo no Senado: Leia mais

26 de abril de 2016
por esmael
19 Comentários

1º de Maio contra o golpe. Vem aí, greve geral

LULA_PAULISTAA Frente Brasil Popular organiza para o próximo domingo, 1º de Maio, Dia do Trabalhador, megamanifestações contra o golpe de Estado em curso no país. O ápice do movimento será em São Paulo, a capital mais operária da América Latina, onde se dará uma assembleia geral da classe trabalhadora. Leia mais

26 de abril de 2016
por admin
13 Comentários

Sonorizadores no trânsito da cidade

sonorizadores

Mais uma vez a prefeitura de Curitiba promove alterações no trânsito da cidade ignorando o que prevê o Código Brasileiro de Trânsito (CTB). Isso já ocorreu com as “calçadas verdes”, agora a novidade são os sonorizadores; pequenos saliências aplicadas na pista com o objetivo de alertar os motoristas através do barulho. O problema é que o prefeito Gustavo Fruet (PDT) ignorou a restrição do uso desse equipamento em áreas residenciais e aplicou-o justamente na região central da cidade. Os detalhes estão na coluna do advogado Marcelo Araújo. Leia e ouça a seguir.   Leia mais

26 de abril de 2016
por admin
4 Comentários

Ponte para o passado

ponte

O programa apresentado por Michel Temer (PMDB) como “uma ponte para o futuro” é na realidade cheio de retrocessos, propondo o corte em avanços sociais, como a política de valorização do salário mínimo; e trabalhistas, reduzindo os direitos e rasgando a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). A análise é do deputado federal Enio Verri em sua coluna semanal. Leia a seguir.  Leia mais