14 de abril de 2016
por Esmael Morais
4 Comentários

Cunha “afrouxa a tanga” e iniciará votação pelos deputados do Norte

cunha_golpeO presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), “afrouxou a tanga” temendo a anulação do processo de impeachment. Isto é, ele recuou e voltou atrás acerca da ordem de chamada para a votação do governo de Dilma. Leia mais

14 de abril de 2016
por Esmael Morais
25 Comentários

186 deputados assinam contra o golpe

luciana_protocoloO ex-presidente Lula matou a cobra e mostrou lista com assinaturas de 186 deputados contra o impeachment de Dilma.

O documento foi protocolado na Câmara pela deputada Luciana Santos (PCdoB-PE), nesta quinta-feira (14), em nome da Frente Parlamentar em Defesa da Democracia. Leia mais

14 de abril de 2016
por admin
3 Comentários

STF recebe pedido de anulação do impeachment de Dilma

cardozo

O advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, protocolou hoje (14) um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) para que a Corte anule o pedido de impeachment de Dilma Rousseff, que tramita na Câmara dos Deputados. Segundo ele, há vícios que violam os princípios do devido processo legal, do contraditório e da ampla defesa da presidenta.  Leia mais

14 de abril de 2016
por admin
1 Comentário

Ao vivo: Cardozo vai ao Supremo Tribunal Federal contra o golpe

cardozo O ministro da Advocacia-Geral da União, José Eduardo Cardozo, entrou hoje (14) com recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff.  Ele concede agora uma entrevista coletiva para apresentar os principais pontos da ação. Assista abaixo. Leia mais

14 de abril de 2016
por Esmael Morais
7 Comentários

Aécio transferiu know how para Temer

midia_golpe_aecioQuem não se lembra da comemoração antecipada do tucano Aécio Neves na eleição de 2014? Pois é, o know how foi transferido ao vice Michel Temer, que já se sentou na cadeira antes mesmo do golpe contra a presidente Dilma Rousseff. Leia mais

14 de abril de 2016
por Esmael Morais
13 Comentários

“Governo” Michel Temer “já começou” ferrando a saúde e a educação, denuncia Requião

requiao_temer_ttNão foi por falta de aviso. O Senado aprovou ontem (13) à noite Proposta de Emenda Constitucional (PEC 143/2015) que desvincula 25% de receitas dos estados, dos municípios e do Distrito Federal dos recursos hoje atrelados a áreas específicas, como saúde, educação, tecnologia e pesquisa, entre outras.

A PEC que ferra a saúde e a educação é apenas uma amostra do que viria ser um governo do vice-presidente Michel Temer (PMDB), totalmente submisso ao capital vadio e financeiro. Assista ao vídeo: Leia mais

14 de abril de 2016
por Esmael Morais
23 Comentários

Tico Santa Cruz lança hoje em Curitiba música contra o golpe; ouça

tico_santa_cruzO compositor Tico Santa Cruz, da banda Detonautas Roque Clube, lança nesta quinta-feira (14), em Curitiba, uma música-hino contra contra o golpe fala que “O povo mandou avisar se a senzala descer ninguém vai segurar…”. Ouça abaixo Leia mais

14 de abril de 2016
por admin
8 Comentários

Coluna do Reinaldo de Almeida César: Ausência de diálogo compromete o governo de Beto Richa

Reinaldo de Almeida Cesar*

Enquanto o mundo tremia na agitação de maio de 1968, por aqui, em terras nativas, os estudantes tomaram a reitoria da UFPR em protesto contra o anunciado acordo MEC-USAID. Na linha de frente, idealistas de ontem e de hoje, como Stenio Jacob, Luis Manfredini, Zequinha Ferreira, Clair Flora Martins e tantos outros. O quadro ficou muito tenso, com ares de tragédia anunciada, pela confirmação de que era iminente uma enérgica intervenção do Exército.

Nesta época, o Paraná tinha um grande, melhor dizendo, um extraordinário governador, Paulo Cruz Pimentel.

Com sua aguçada sensibilidade política, notável inteligência e vocação para o diálogo e para a democracia, Paulo Pimentel — com o auxílio de seu secretário de Segurança Pública, o honrado José Munhoz de Mello, esteio de uma família de grandes juristas — empenhou-se até o último e pessoalmente negociou com os estudantes a saída pacífica do prédio. O Governador Paulo Pimentel evitou, assim, um derramamento de sangue, que mancharia o Paraná para sempre.

É verdade que, na saída da reitoria, os estudantes levaram de arrasto o busto de Flavio Suplicy de Lacerda, mas essa é uma outra e saborosa história.

***

Alvaro Dias teve uma carreira política fulgurante. Chegou ao Senado Federal aos 38 anos de idade, na eleição de 1982, em dobrada com José Richa.

Dali para o Palácio Iguaçu foi um passeio, com um pequeno susto quando algumas forças políticas se mobilizaram para lançar Deni Schwartz ao governo. Lembro-me perfeitamente quando meu querido pai organizou uma reunião gigantesca, na pequenina Ivaí, reunindo cent Leia mais

14 de abril de 2016
por admin
10 Comentários

Coluna do Requião Filho: A crise no Paraná é pior que a do Brasil e a razão é o “fator Richa”

Download áudio

Requião Filho*

Muito se fala da crise econômica vivenciada em nosso país. No entanto, o Brasil já passou por outros momentos extremamente difíceis com índices inflacionários beirando os 40% ao mês, o confisco da poupança dos cidadãos e também com a entrega do patrimônio público à iniciativa privada a preço vil.

Mas porque o cidadão e o empresariado paranaense sentem mais intensamente a atual crise? Ou pelo menos tem esta impressão?

Além do inegável abrandamento trazido pelo tempo, as crises vividas durante os governos Sarney/Collor/FHC não foram agravadas pelo “fator Richa”!

Durante o primeiro mandato do atual governo, as finanças do Estado foram dizimadas em razão de uma gestão irresponsável. Mesmo assim, o Governador Carlos Alberto foi reeleito… e, na sequencia, ainda em 2014, já lançou seu primeiro pacote de maldades.

Assim, o Paraná começou o ano de 2015 Governado por Mauro Ricardo e seu assessor, Beto Richa.

A política tributária, absolutamente benéfica aos micro e pequenos empresários e ao povo paranaense no período compreendido entre 2003 e 2010, foi totalmente substituída por aumentos sucessivos de impostos de milhares de produtos e serviços, somados a escândalos de corrupção, que terminaram por formar o atual cenário de desesperança e descrença da população.

Mas o Governo Estadual, covardemente, atribui toda a responsabilidade da crise paranaense ao Governo Federal e não assume abertamente seus erros, julgando que o povo seja tolo o suficiente para acreditar neste embuste.

Ora! O Povo Paranaense Não é Burro! Sabe que houve problemas de gestão no Governo Federal, porém tem conhecimento para distinguir que muitas das dificuld Leia mais