Direita e esquerda se unem contra golpismo da OAB-PR

Advogada Mirian Gonçalves (PT), vice-prefeita de Curitiba, e o advogado Marcello Lombardi, cada qual representando um espectro político no mundo jurídico, concordam numa coisa: a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PR), seccional Paraná, os expôs em situação de vergonha nacional; bronca de ambos é com uma propaganda da Ordem veiculada na Globo, no último sábado (12), defendendo o golpe contra a presidente Dilma e convocando a marcha dos coxinhas no domingo 13; abaixo, leia a íntegra da nota da vice condenando o ato de rasgar a Constituição e classificando de "estupidez" a publicização do golpismo.

Advogada Mirian Gonçalves (PT), vice-prefeita de Curitiba, e o advogado Marcello Lombardi, cada qual representando um espectro político no mundo jurídico, concordam numa coisa: a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PR), seccional Paraná, os expôs em situação de vergonha nacional; bronca de ambos é com uma propaganda da Ordem veiculada na Globo, no último sábado (12), defendendo o golpe contra a presidente Dilma e convocando a marcha dos coxinhas no domingo 13; abaixo, leia a íntegra da nota da vice condenando o ato de rasgar a Constituição e classificando de “estupidez” a publicização do golpismo.

A vice-prefeita de Curitiba, a advogada Mirian Gonçalves (PT), e o advogado Marcello Lombardi, cada qual representando um espectro político no mundo jurídico, concordam numa coisa: a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PR), seccional Paraná, os expôs em situação de vergonha nacional.

A bronca de ambos é com uma propaganda da Ordem veiculada na Globo, no último sábado (12), defendendo o golpe contra a presidente Dilma e convocando a marcha dos coxinhas no domingo 13.

“Estamos alinhados à repulsa, mas temos caminhos diferentes para condenar a OAB-PR. Houve desvio de finalidade e falta de legalidade no questionamento de um governo democraticamente eleito”, disse Lombardi, ex-candidato à presidência da entidade. Ele adiantou que ingressará na Justiça contra o desperdício de dinheiro dos advogados.

“A veiculação populista, desvia função da ordem, não houve consulta, foi ato sectário e ditatorial”, afirmou Lombardi.

Ontem (13), o advogado André Passos lançou uma dura nota criticando a OAB-PR e hoje foi a vez a vice-prefeita curitibana Mirian Gonçalves. Segundo ela, a Ordem expôs os profissionais paranaenses ao “ridículo” em horário mais caro na Rede Globo. A vice condenou o ato de rasgar a Constituição e classificou de “estupidez” a publicização do golpismo.

A OAB-PR é presidida pelo advogado José Augusto Araújo de Noronha, que assumiu o cargo em janeiro deste ano.

A seguir, leia a íntegra da nota oficial da vice-prefeita de Curitiba:

Estou tomada de tanta indignação que fica difícil manter alguma serenidade para uma resposta. Aos seis conselheiros, gostaria de lembrar o que significou a OAB na defesa dos direitos civis durante a ditadura.

Já no momento atual, não só rasgaram a Constituição como incitaram a população contra um governo legitimamente eleito e, para coroar a estupidez, publicizaram-na mediante nota paga no horário mais caro na rede Globo (certamente tiveram desconto).

Esperava que a decisão não tivesse sido unânime, mas ao permitirem essa afronta, já não me resta qualquer possibilidade de consideração com nenhum deles.

Esse governo é tão autoritário e antidemocrático que possibilita que o golpe venha sendo convocado pela televisão, ruas fechadas, proteção da polícia, alvará.

Ai de nós se agíssemos da mesma forma! Ai deles se tivessem que enfrentar o que enfrentamos.

A que ridículo se expuseram! A que ridículo nos expuseram.

Comentários encerrados.