images-cms-image-000485218

| Comente agora

Supremo Tribunal Federal publicou nesta segunda-feira, 7, o acórdão da decisão que barrou o rito do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, estabelecido pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB); derrotado, Cunha entrou com recurso no STF antes da divulgação da decisão e corre o risco de não ter o embargo de declaração analisado pelo Supremo.

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.