PF_Lula

| Comente agora

Sequestro do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva realizado ontem (4), em São Paulo, tinha como objetivo embarcá-lo para Curitiba, quase que clandestinamente, haja vista que o “prisioneiro” foi levado para o aeroporto de Congonhas, mesmo a Polícia Federal possuindo suntuosa sede na Marginal Tietê; juiz Sérgio Moro não reuniu todas as condições objetivas e subjetivas para transferir o sequestrado para a capital paranaense porque aconteceram duas “cagadas” na 24ª Operação Lava Jato: 1- a existência de um maluco no aeroporto chamado Professor Luizinho, ex-deputado petista, que estava em viagem e iniciou uma confusão sem precedentes quando soube que seu companheiro está detido ali; 2- Lula é um dos maiores líderes mundiais do trabalhismo, o que gerou comoção e solidariedade internacional; portanto, momentaneamente, tentativa de golpe-midiático associado à Globo bateu na trave.

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.