Lula prefere enfrentar Moro nas urnas — e nas ruas — a ser ministro

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em encontro com um grupo suprapartidário de senadores, em Brasília, nesta quarta-feira (9), descartou assumir ministério no governo federal para adquirir foro privilegiado e, assim, livrar-se da perseguição do juiz Sérgio Moro; caso aceitasse virar ministro, a ação penal contra o petista sairia das mãos do magistrado para a Corte Suprema; ou seja, ex-presidente prefere enfrentar o juiz nas urnas e nas ruas a se esconder atrás do foro privilegiado; levantamento do instituto Paraná Pesquisas, divulgado pelo grupo da Globo no Paraná, mostra Moro com 17% das intenções de voto para a Presidência da República.

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em encontro com um grupo suprapartidário de senadores, em Brasília, nesta quarta-feira (9), descartou assumir ministério no governo federal para adquirir foro privilegiado e, assim, livrar-se da perseguição do juiz Sérgio Moro; caso aceitasse virar ministro, a ação penal contra o petista sairia das mãos do magistrado para a Corte Suprema; ou seja, ex-presidente prefere enfrentar o juiz nas urnas e nas ruas a se esconder atrás do foro privilegiado; levantamento do instituto Paraná Pesquisas, divulgado pelo grupo da Globo no Paraná, mostra Moro com 17% das intenções de voto para a Presidência da República.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em encontro com um grupo suprapartidário de senadores, em Brasília, descartou assumir ministério no governo federal para adquirir foro privilegiado e, assim, livrar-se da perseguição do juiz Sérgio Moro.

Ao contrário da campanha nas redes sociais, Lula afirmou aos parlamentares que confia no Supremo Tribunal Federal (STF) e nas ruas. Caso aceitasse virar ministro, a ação penal contra o petista sairia das mãos de Sérgio Moro para a Corte Suprema.

Ou seja, o ex-presidente prefere enfrentar o juiz nas urnas e nas ruas a se esconder atrás do foro privilegiado.

Aos senadores, Lula se mostrou indignado e perseguido com o mandado de condução coercitiva cumprido na sexta-feira (4) pela Polícia Federal. Para aliados, o ex-presidente fora “sequestrado” numa frustrada tentativa de golpe jurídico-midiático no país.

Na manhã de hoje (9), o Blog do Esmael registrou o juiz Sérgio Moro foi lançado pela Globo à Presidência da República. O blog Gazeta do Povo, do complexo de comunicação da mídia golpista, divulgou sondagem da Paraná Pesquisas em que o magistrado aparece com 17% das intenções de voto.

 

Comentários encerrados.