Lula diz à imprensa estrangeira que é possível governar com parte do PMDB

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em entrevista à imprensa estrangeira, disse nesta segunda-feira (28) que é possível, sim, governador com parte do PMDB; declaração ocorreu na véspera da reunião do diretório nacional peemedebista, que decidirá pelo desembarque do governo Dilma."Quando eu ganhei as eleições, em 2003, em um primeiro momento o PMDB não me apoiou", comparou o ex-presidente para então completar: "No segundo mandato fizemos um acordo com o PMDB e teoricamente o partido decidiu me apoiar, mas em vários estados o partido não quis apoiar o governo"; petista também opinião sobre o juiz Sérgio Moro, que, segundo ele, está deslumbrado: "é inteligente e competente, mas foi picado pela mosca azul"; Lula admitiu atuar como assessor da presidente Dilma enquanto o Supremo Tribunal Federal (STF) decide sobre sua posse na Casa Civil.

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em entrevista à imprensa estrangeira, disse nesta segunda-feira (28) que é possível, sim, governador com parte do PMDB; declaração ocorreu na véspera da reunião do diretório nacional peemedebista, que decidirá pelo desembarque do governo Dilma.”Quando eu ganhei as eleições, em 2003, em um primeiro momento o PMDB não me apoiou”, comparou o ex-presidente para então completar: “No segundo mandato fizemos um acordo com o PMDB e teoricamente o partido decidiu me apoiar, mas em vários estados o partido não quis apoiar o governo”; petista também opinião sobre o juiz Sérgio Moro, que, segundo ele, está deslumbrado: “é inteligente e competente, mas foi picado pela mosca azul”; Lula admitiu atuar como assessor da presidente Dilma enquanto o Supremo Tribunal Federal (STF) decide sobre sua posse na Casa Civil.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em entrevista à imprensa estrangeira, disse nesta segunda-feira (28) que é possível, sim, governador com parte do PMDB (leia mais sobre isso aqui).

O petista deu a declaração na véspera da reunião do diretório nacional peemedebista, que decidirá pelo desembarque do governo Dilma.

Mais cedo, a presidente reuniu-se no Palácio do Planalto com os sete ministros do PMDB. A esse respeito, Lula afirmou: “os ministros não sairão do governo” e que é possível governar com uma “coalizão” capaz de barrar o impeachment na Câmara.

“Quando eu ganhei as eleições, em 2003, em um primeiro momento o PMDB não me apoiou”, comparou o ex-presidente para então completar: “No segundo mandato fizemos um acordo com o PMDB e teoricamente o partido decidiu me apoiar, mas em vários estados o partido não quis apoiar o governo”.

Acerca do juiz Sérgio Moro, chefe da Lava Jato, o ex-presidente Lula disse que ele está deslumbrado com o poder: “é inteligente e competente, mas foi picado pela mosca azul”.

O petista admitiu atuar como assessor da presidente Dilma enquanto o Supremo Tribunal Federal (STF) decide sobre sua posse na Casa Civil.

 

3 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I just want to tell you that I am just new to weblog and truly savored you’re blog. Probably I’m planning to bookmark your blog . You surely come with impressive writings. With thanks for sharing your web-site.

  2. I simply want to say I am all new to weblog and absolutely enjoyed this web site. More than likely I’m want to bookmark your website . You absolutely come with wonderful article content. Appreciate it for sharing your webpage.

  3. Quem vai governar?
    Governar oque?
    Essa bagunça toda?