Justiça valida “degolas” no PMDB e garante candidatura de Requião Filho à Prefeitura de Curitiba

Deputado Requião Filho consolida-se candidato a prefeito de Curitiba, pelo PMDB, com decisão judicial que confirma dissolução de antigo diretório municipal do partido na capital; desembargadora Joeci Camargo, do Tribunal de Justiça do Paraná, validou as "degolas ao vivo", promovidas pelo senador Roberto Requião, presidente estadual da sigla, repercutidas pela TV 15; a magistrada, em sua decisão, disse que o grupo ligado ao ex-deputado Stephanes Junior e ao arqueiro Doático Santos não teria autoridade para impetrar mandado de segurança tal qual fizeram; abaixo, leia a íntegra da decisão judicial.

Deputado Requião Filho consolida-se candidato a prefeito de Curitiba, pelo PMDB, com decisão judicial que confirma dissolução de antigo diretório municipal do partido na capital; desembargadora Joeci Camargo, do Tribunal de Justiça do Paraná, validou as “degolas ao vivo”, promovidas pelo senador Roberto Requião, presidente estadual da sigla, repercutidas pela TV 15; a magistrada, em sua decisão, disse que o grupo ligado ao ex-deputado Stephanes Junior e ao arqueiro Doático Santos não teria autoridade para impetrar mandado de segurança tal qual fizeram; abaixo, leia a íntegra da decisão judicial.

A desembargadora Joeci Camargo, do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), chancelou as “degolas ao vivo”, promovidas pelo senador Roberto Requião, ao cassar liminar concedida ao antigo diretório municipal do PMDB de Curitiba dissolvido pela executiva estadual do partido.

A magistrada do TJPR, em sua decisão, disse que o grupo ligado ao ex-deputado Stephanes Junior e ao arqueiro Doático Santos não teria autoridade para impetrar mandado de segurança tal qual fizeram.

“Considera-se inadequada o mandado de segurança, movido contra ato de diretório regional de partido político em diretório municipal, uma vez que os órgãos ou representantes de partidos políticos não mais podem ser considerados autoridade, para efeitos de impetração do ‘writ’ (Lei nº 9.259/96)”, anotou a desembargadora.

Com a decisão judicial, além de fortalecer as degolas ao vivo de Requião, que são transmitidas pela TV 15 todas as segundas-feiras, devolve o comando da sigla na capital ao deputado Requião Filho e lhe dá musculatura para disputar a Prefeitura de Curitiba.

A seguir, leia a íntegra da decisão do TJPR:

6 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I just want to tell you that I’m very new to blogging and site-building and honestly savored you’re website. Almost certainly I’m want to bookmark your blog post . You absolutely come with fantastic writings. Regards for sharing with us your blog.

  2. tal pai tal filho…. ARROGÂNCIA FALOU CERTO SR. PIER, IMAGINE ELE PREFEITO O PAI COMANDANDO E O PT COM OS CARGOS MAIS IMPORTANTE CURITIBA ESTA MORTA.

  3. Com a Arrogância que o nobre deputado desfila pelos corredores da assembléia, Votos da casa ele não terá nenhum…

  4. tomaram cães sarnentos kkkkkkkkkkkkkkk não vejo a hora destes baba ovos se ferrarem, parafraseando um ilustre politico ” é impossuível um partido ser de situação e oposição ao mesmo tempo”, pois bem ao que parece o PMDB estava conseguindo fazer essa façanha.
    expulsão ja do senhor Romanelli e CIA & LTDA

  5. Como diria um amigo meu: “magavilha”!!!
    Vamos ver se ele herdou as melhores características
    do “velho rabuja”.
    Vou pagar, digo, vou votar pra ver.
    Se Requião Filho concorrer à prefeitura, voto, apoio,
    e se tiver oportunidade, faço campanha.