infidelidade_partidaria

| Comente agora

Sob o signo da infidelidade partidária, governo Beto Richa (PSDB) acelera forte rumo ao que se pode chamar de “fim de feira”; troca-troca partidário na base governista antecipa disputa por 2018, tendo como antagonistas Ratinho Júnior, que migrou do PSC para o PSD, e a vice Cida Borghetti, mulher do capo do PP Ricardo Barros; Ratinho tem na retaguarda do Palácio Iguaçu o chefe de negócios e da Casa Civil, Eduardo Sciarra, em contradição com os interesses dos Barros; será que só o pedágio une o que a política desuniu?

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.