Jandira Feghali aponta golpe e estado de exceção no País

via Brasil 247.

"Sem provas, Polícia Federal amanhece com mais uma operação, desta vez o alvo é o ex presidente Lula. O maior líder popular que o Brasil já teve. O presidente que tirou o país do mapa da fome. Nossa indignação não será silenciosa. Vamos às ruas defender o estado democrático de direito. Contra as arbitrariedades. Golpe não!!!!!", avisou a deputada Jandira Feghali (PC do B-RJ); esquerda se mobiliza para defender o ex-presidente Lula, levado a depor coercitivamente por decisão do juiz Sergio Moro, que deflagrou operação contra todos os familiares do presidente mais popular da história do País e que foi reconhecido globalmente como um dos maiores líderes da história.

“Sem provas, Polícia Federal amanhece com mais uma operação, desta vez o alvo é o ex presidente Lula. O maior líder popular que o Brasil já teve. O presidente que tirou o país do mapa da fome. Nossa indignação não será silenciosa. Vamos às ruas defender o estado democrático de direito. Contra as arbitrariedades. Golpe não!!!!!”, avisou a deputada Jandira Feghali (PC do B-RJ); esquerda se mobiliza para defender o ex-presidente Lula, levado a depor coercitivamente por decisão do juiz Sergio Moro, que deflagrou operação contra todos os familiares do presidente mais popular da história do País e que foi reconhecido globalmente como um dos maiores líderes da história.

A deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) foi a primeira a denunciar um golpe e um estado de exceção no País, após a decisão do juiz Sergio Moro, voltada contra o ex-presidente Lula e toda a sua família.

“Mais um passo na consolidação do estado de exceção. Sem provas, Polícia Federal amanhece com mais uma operação, desta vez o alvo é o ex presidente Lula. O maior líder popular que o Brasil já teve. O presidente que tirou o país do mapa da fome. Nossa indignação não será silenciosa. Vamos às ruas defender o estado democrático de direito. Contra as arbitrariedades. Golpe não!!!!!”

Assista aqui ao vídeo.

8 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Magnificent site. A lot of helpful info here. I’m sending it to a few pals ans also sharing in delicious. And certainly, thanks to your sweat!

  2. I simply want to say I am just beginner to weblog and truly liked this website. More than likely I’m likely to bookmark your blog . You definitely come with impressive posts. Kudos for sharing with us your blog site.

  3. Esta operação já era conhecida desde a semana passada.
    Notícia publicada no dia 28/02/2016
    http://www.brasil247.com/pt/colunistas/eduardoguimaraes/218914/Lava-Jato-prev%C3%AA-%E2%80%9Cbusca-e-apreens%C3%A3o%E2%80%9D-em-im%C3%B3veis-de-Lula-e-fam%C3%ADlia.htm

    Agora, uma falsa delação do Senador Delcídio (ou não) foi vazada na véspera da ação da PF. Para mim não tem coincidências, é preciso instigar a opinião pública a condenar o Lula desde já, ser culpado ou não, se cometeu crime ou não, não importa.

  4. Quantos políticos estão presos no caso em que saquearam o BANESTADO??? Cadê o dinheiro que os os grandes ícones da política paranaense que atuam até hoje no cenário roubaram??? Me lembro que na época até juízes federais foram presos por passar informações à imprensa e agora está tudo liberado? Esmael esse caso merece uma bela reportagem, para podermos comparar as atuações do “Paladino da Justiça” brasileiro juíz Sergio Moro.

    • Silvio você é burro ou se faz de ignorante?
      Quem investiga não é o juiz e sim a polícia.
      Quem inicia qualquer processo são as polícias em todas as instâncias. Após a apuração é oferecido denúncia. Daí o juiz designado analisa e decide se aceita ou não o processo criminal.
      Este processo do Banestado não está na mão do Moro rapaz. Pesquise e informe na mão de qual juiz está e comece uma campanha para condenação dos acusados. Simples assim.
      Não misture alhos com bugalhos.

  5. Pablo Villaça (@pablovillaca) pelo Twitter “Agora vejam como o golpe midiático se escancara: certos veículos haviam sido avisados dez dias antes sobre a ação de Moro. Dez dias.”

  6. Estado democrático de Direto já era, estamos voltando para a era dos militares, mas fazer o que os coxinhas querem transformar o Brasil em uma nova Síria.