Garganta Profunda do Centro Cívico: Prefeito Fruet incomoda até sono eterno dos mortos de Curitiba

cemitério

Garganta Profunda do Centro Cívico, informante do Blog do Esmael dentro da Prefeitura de Curitiba, delata que a administração do Cemitério Municipal de Curitiba estaria desapropriando sepulturas antigas e vendendo novamente os lotes, desrespeitando as famílias e destruindo parte da história da cidade. O negócio não poupa nem figuras conhecidas da capital paranaense, dentre os quais o jornalista Cândido Gomes Chagas que descansava em paz naquelas plagas. Ou seja, a administração de Gustavo Fruet incomoda até o sono eterno dos mortos. Um desrespeito com aqueles que já partiram. O próximo a ser violado pode ser você…

Garganta Profunda do Centro Cívico, novo X-9 do Blog do Esmael instalado na antessala do prefeito Gustavo Fruet (PDT), delata — para usar um termo da moda — que sepulturas antigas do Cemitério Municipal de Curitiba, no Alto São Francisco, estão sendo “desapropriadas” e vendidas novamente para novos “fregueses”. Leia a íntegra do relato do nosso Julian Assange do Palácio 29 de Março:

“O macabro esquema funciona assim: a administradora do cemitério identifica sepulturas antigas, pouco cuidadas, e fixa sobre elas um aviso para que a família dona no lote a procure e “regularize a situação”; caso isso não aconteça, o lote é posto à venda.

“Segundo a denúncia, há mais de setenta sepulturas antigas sendo desapropriadas, com os restos mortais sendo removidos não se sabe para onde, ficando prontas para receberem novas sepulturas.

“O negócio não poupa nem figuras conhecidas, e a sepultura da família do falecido jornalista Cândido Gomes Chagas estaria entre as ameaçadas de despejo. Mas a maioria seria mesmo de famílias pouco conhecidas, imigrantes, sepultados há mais de um século.

“Além de ser um desrespeito às famílias, a prática destrói parte da história da cidade, desfigurando seu principal cemitério. Com a palavra, o prefeito Gustavo Fruet.”

11 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I just want to say I am newbie to blogging and site-building and really liked you’re page. Most likely I’m going to bookmark your website . You amazingly have amazing article content. Regards for revealing your web-site.

  2. I simply want to say I am just all new to blogs and definitely liked you’re web site. Likely I’m planning to bookmark your site . You amazingly have outstanding article content. With thanks for sharing with us your website.

  3. Ao invés dele incomodar os mortos e as famílias dos finados, ele deveria era colocar guardas municipais para patrulhar os cemitérios de Curitiba que estão abandonados e as famílias fazem o que podem para manter os logradouros limpos e asseados, só que isso não impede a ação de vândalos que destroem tudo, rouba as peças de bronze e outras peças que as famílias adornam os túmulos. Ao invés de criar problemas para que a décadas tem túmulo neste cemitério, deveria era se preocupar com as ruas da cidade, com os ônibus sucateados que estão circulando pela cidade, com as praças abandonadas, com os parque abandonados, mas ele é o cara da mobilidade urbana, parceiro de ciclistas que adoram circular em velocidade perigosa nas calçadas que o cidadão mandou pintar de vermelho em pleno centro da cidade onde se corre o risco de ser atropelado por um aloprado ciclista. Eu com pedestre me sinto desprotegido por está administração. Pois nas esquinas da sete de setembro com a mariano torres próximo ao Hotel Nacional tem um fluxo de carro enorme e com uma sinalização de semáforos totalmente dessincronizadas, onde o pedestre corre o risco de ser atropelado pelos carros em primeiro lugar, mas se escapar acaba embaixo de alguma bicicleta que circulam pelas faixa vermelha e pior ainda não respeitam também os pedestre. E o cara se incomoda com pessoas falecidas, e vai incomodar os seus familiares também, só não faz o dever correto de um Prefeito, mas isso Graças a Deus tem dia e hora para acabar, em 31/12/2016, pois ano que vem é vida nova e Prefeito novo na cidade.

  4. Está certo. Alguns túmulos ficam abandonados, largados, talvez nem tenham mais familiares. Quem paga por isto somos todos nós. Quando na história do cemitério foi feito um recadastro? E vocês acham que tudo esta em perfeitas condições? Não sejam hipócritas. É preciso renovar, reorganizar. Parabéns prefeito pela iniciativa.

    • queridao.. antes dele reapropriar, tem que cuidar das pessoas que irão cair mortas la e não aguentam mais serem roubadas ou reformar túmulos vandalizados, ok? existem prioridades antes disso alem do fator histórico, patrimônio artístico que alguns túmulos tem ali. em grandes cidades cemitérios são locais turísticos.e não fonte de renda de prefeituras, ok? não fale besteira

  5. Aqui na administração pública de Maringá também estamos assistindo este filme.

  6. O próximo a ser violado pode ser você…

    Eu não Esmael! tó vivo ainda.

  7. Corrigindo o colega marcelo santana, O corpo de Cândido Gomes Chagas será cremado nesta sexta-feira, no crematório Vaticano. Como um torcedor fanático do Coritiba, pediu para ser velado com roupas brancas e uma camisa verde.

  8. Cemitério é coisa do passado. Não dá mais.
    Crematório público e pronto.
    É mais digno.
    Transformem estes cemitérios horrorosos em parques públicos.
    É melhor para tudo mundo. Mais digno.
    Claro os conservadores não gostam da ideia, mas é assim em muitas partes do mundo.

    • Cemitérios sao parte da historia de um local, não tem nada com conservador. Nas maiores cidades do mundo como Paris, Buenos Aires, são pontos turísticos.. Crematórios são um ótima saída ecológica nos tempos atuais, mas não fale besteira pq não tem nada de consarvadorismo em preservar a arte e obras dos túmulos,bem como a historia da cidade e do estado.

  9. Além de quase todos os túmulos sem puxadores de bronze roubados o prefeito faz essa malandragem, o cemitério municipal está completamente abandonado sendo roubado peças de bronze e também sendo pichado.