Garganta Profunda do Centro Cívico: Prefeito Fruet incomoda até sono eterno dos mortos de Curitiba

cemitério

Garganta Profunda do Centro Cívico, informante do Blog do Esmael dentro da Prefeitura de Curitiba, delata que a administração do Cemitério Municipal de Curitiba estaria desapropriando sepulturas antigas e vendendo novamente os lotes, desrespeitando as famílias e destruindo parte da história da cidade. O negócio não poupa nem figuras conhecidas da capital paranaense, dentre os quais o jornalista Cândido Gomes Chagas que descansava em paz naquelas plagas. Ou seja, a administração de Gustavo Fruet incomoda até o sono eterno dos mortos. Um desrespeito com aqueles que já partiram. O próximo a ser violado pode ser você…

Garganta Profunda do Centro Cívico, novo X-9 do Blog do Esmael instalado na antessala do prefeito Gustavo Fruet (PDT), delata — para usar um termo da moda — que sepulturas antigas do Cemitério Municipal de Curitiba, no Alto São Francisco, estão sendo “desapropriadas” e vendidas novamente para novos “fregueses”. Leia a íntegra do relato do nosso Julian Assange do Palácio 29 de Março:

“O macabro esquema funciona assim: a administradora do cemitério identifica sepulturas antigas, pouco cuidadas, e fixa sobre elas um aviso para que a família dona no lote a procure e “regularize a situação”; caso isso não aconteça, o lote é posto à venda.

“Segundo a denúncia, há mais de setenta sepulturas antigas sendo desapropriadas, com os restos mortais sendo removidos não se sabe para onde, ficando prontas para receberem novas sepulturas.

“O negócio não poupa nem figuras conhecidas, e a sepultura da família do falecido jornalista Cândido Gomes Chagas estaria entre as ameaçadas de despejo. Mas a maioria seria mesmo de famílias pouco conhecidas, imigrantes, sepultados há mais de um século.

“Além de ser um desrespeito às famílias, a prática destrói parte da história da cidade, desfigurando seu principal cemitério. Com a palavra, o prefeito Gustavo Fruet.”

Comentários encerrados.