Dilma anuncia resistência ao golpe

Dilma Rousseff fez o mais duro discurso contra o golpe, na tarde desta terça-feira (22), no Palácio do Planalto, no ato de juristas pela legalidade e em defesa da democracia; "Não vai ter Golpe", garantiu a presidente ao denunciar de forma mais contundente que seu governo sofre ameaça; Dilma denunciou ao mundo que o que está em curso é um golpe contra a democracia; "Eu, jamais, renunciarei!", assegurou, sinalizando que resistirá à tentativa de sua derrubada. Hoje à noite, às 19 horas, a Faculdade de Direito da UFPR, em Curitiba, será palco de novo ato nacional contra a “República do Grampo” e os golpistas; Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, vai transmitir ao vivo para o Brasil e o mundo.

Dilma Rousseff fez o mais duro discurso contra o golpe, na tarde desta terça-feira (22), no Palácio do Planalto, no ato de juristas pela legalidade e em defesa da democracia; “Não vai ter Golpe”, garantiu a presidente ao denunciar de forma mais contundente que seu governo sofre ameaça; Dilma denunciou ao mundo que o que está em curso é um golpe contra a democracia; “Eu, jamais, renunciarei!”, assegurou, sinalizando que resistirá à tentativa de sua derrubada. Hoje à noite, às 19 horas, a Faculdade de Direito da UFPR, em Curitiba, será palco de novo ato nacional contra a “República do Grampo” e os golpistas; Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, vai transmitir ao vivo para o Brasil e o mundo; abaixo, ouça a íntegra do discurso:

A presidente Dilma Rousseff fez o mais duro discurso contra o golpe, nesta tarde, no Palácio do Planalto, no ato de juristas pela legalidade e em defesa da democracia. “Não vai ter Golpe”, garantiu ao denunciar de forma mais contundente que seu governo sofre ameaça.

“Estamos num regime presidencialista. E o impedimento só pode se dar em caso de crime de responsabilidade. Não cometi nenhum crime”, disse a presidente.

Dilma denunciou ao mundo que o que está em curso é um golpe contra a democracia. “Eu, jamais, renunciarei!”, assegurou, sinalizando que resistirá à tentativa de sua derrubada.

“A Justiça brasileira fica enfraquecida quando se ferem direitos constitucionais, mas confio que a Suprema Corte saberá garantir com imparcialidade e cidadania as condições do Estado Democrático de Direito”.

A presidente Dilma disse que quer tolerância, diálogo e paz, mas disse que será firme na defesa da legalidade e do Estado Democrático de Direito.

7 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Concordo, precisamos reagir ao golpe

  2. Dilma, faça aquilo o que o Comandante Brizola faria caso estivesse em seu lugar. Estadize a Rede Globo transformando-a numa rede pública nacional. Não vacile mais, tu és ou não és uma brizolista?

  3. Não aceito retrocesso respeite meu voto Dilma fica e Lula volta em 18

  4. vamos lotar a santos andrade dia 31 px. de camisa vermelha,verde,amarela nao importa a cor. trabalhador empresarios, estudante profesores, nao importa. nao podemos ser atrelados ao poder de uma empresa que nao produz e gera conflitos informaçoes inveridicas ou imparciais, dominando e jogando classe sociais ao seu prazer e interesse.

  5. Enquanto isso o ministro do STF Gilmar Mendes almoça com José Serra e Armínio Fraga e garante que é imparcial e isento.

    http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/bbc/2016/03/22/nao-estou-proibido-de-conversar-com-serra-nem-com-aecio-afirma-gilmar-mendes.htm

  6. Seria maravilhoso se alguém pudesse editar o áudio dos discursos de Cardoso, da representante de todos os juristas do Brasil e também o discurso da Presidenta Dilma. O que foi dito deveria viralizar rapidamente, pois foi fantástico.

    • Gostei muito a animosidade da Presidenta. Está mais entusiasmada e bem disposta. Fiquei muito feliz, ainda mais diante das Manchetes que estou vendo nos Jornais americanos e europeus apoiando a Presidenta.-NÃO VAI TER GOLPE!