Defesa pede proteção para delator de propina ao tucano Beto Richa

Depois de o STJ (Superior Tribunal de Justiça) transformar o governador Beto Richa (PSDB) em réu na investigação de propina na Receita Estadual, o ex-auditor fiscal Luiz Antônio de Souza, delator do esquema de R$ 4,4 milhões na campanha de reeleição do tucano, pediu proteção à Justiça; delator que está preso desde janeiro de 2015, na Penitenciária Estadual de Londrina (PEL), solicitou ao juiz da 3ª Vara Criminal de Londrina, Juliano Nanuncio, “isolamento absoluto, monitoramento diuturno por câmeras de segurança, da movimentação de pessoas que cercam o cubículo que mantém a restrição de liberdade [de Souza]” e pede ainda que ele só faça as refeições com alimentos fornecidos pela sua família; ou seja, o delator do governador tucano teme que o “suicidem” dentro da prisão.

Depois de o STJ (Superior Tribunal de Justiça) transformar o governador Beto Richa (PSDB) em réu na investigação de propina na Receita Estadual, o ex-auditor fiscal Luiz Antônio de Souza, delator do esquema de R$ 4,4 milhões na campanha de reeleição do tucano, pediu proteção à Justiça; delator que está preso desde janeiro de 2015, na Penitenciária Estadual de Londrina (PEL), solicitou ao juiz da 3ª Vara Criminal de Londrina, Juliano Nanuncio, “isolamento absoluto, monitoramento diuturno por câmeras de segurança, da movimentação de pessoas que cercam o cubículo que mantém a restrição de liberdade [de Souza]” e pede ainda que ele só faça as refeições com alimentos fornecidos pela sua família; ou seja, o delator do governador tucano teme que o “suicidem” dentro da prisão; abaixo, leia o pedido da defesa.

por Fábio Silveira, do blog Baixo Clero, de Londrina

O auditor fiscal Luiz Antônio de Souza, principal delator na Operação Publicano, pediu medidas especiais para garantir a segurança dele, em decorrência da abertura de investigações contra o governador Beto Richa (PSDB), autorizada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

No pedido, alegando “razões de extrema cautela” e justificando temer “pela integridade física” de Souza, o advogado Eduardo Duarte Ferreira, que defende o delator, pediu que o juiz da 3ª Vara Criminal de Londrina, Juliano Nanuncio, determine “isolamento absoluto, monitoramento diuturno por câmeras de segurança, da movimentação de pessoas que cercam o cubículo que mantém a restrição de liberdade [de Souza]” e pede ainda que ele só faça as refeições com alimentos fornecidos pela sua família.

Ferreira lembra no requerimento que em interrogatório realizado na segunda-feira (7), Souza reafirmou a denúncia de que dinheiro de propina obtido por auditores fiscais em troca de facilitar a sonegação, teria alimentado a campanha de Beto Richa à reeleição. A afirmação tinha sido feita nos depoimentos ao Gaeco – e por isso subiu até a Procuradoria Geral da República, que pediu a abertura das investigações – e foi reafirmada em juízo, durante o interrogatório.Segundo o delator, foram R$ 4,4 milhões para a campanha do tucano.

Nesse mesmo interrogatório, Souza relatou ameaças à sua integridade física, feitas dentro da PEL 1, onde ele está preso. “Os fatos articulados pelo Requerente [Souza], por si só, demonstram a necessidade de medidas excepcionais visando a proteção de sua vida”, escreveu o advogado. Ele argumentou que a autorização do STJ para que Beto Richa seja investigado com base nas declarações feitas pelo delator – que deverá ser chamado novamente a depor – justificam as medidas de segurança.

“Tais questões afloram sentimentos de absoluto cuidado com a integridade física do Requerente, já, outrora, ameaçada por interesses muito menores. Logicamente que aqui não se imputa ao senhor Governador de Estado qualquer ação imprópria, porém, a cautela do caso induz o reconhecimento claro de que interesses enormes estão em jogo, sendo o Requerente pilar de sustentação das acusações a serem investigadas pelo Superior Tribunal de Justiça”, conclui a defesa.

O juiz Juliano Nanuncio ainda não respondeu o requerimento.

Leia a íntegra do pedido da defesa de Luiz Antônio de Souza:

http://www.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2016/03/luizantoniobetoricha.pdf

Comentários encerrados.