Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

CUT-PR sofre 2º ataque fascista em menos de 24 horas

Sede da Central Única dos Trabalhadores, seção Paraná, a CUT-PR, em Curitiba, foi alvo de um segundo ataque de fascistas em menos de 24 horas; Regina Cruz, presidente da entidade, relata que artefato explosivo foi detonado no portão do prédio; “Os vizinhos nos avisaram porque o estrondo foi muito forte”, contou a dirigente, que chamou a Polícia; sedes da CUT e do PT, relativamente próximas, tinham sido atacadas por fascistas na madrugada passada após estímulos da Rede Globo – segundo as duas organizações.

Sede da Central Única dos Trabalhadores, seção Paraná, a CUT-PR, em Curitiba, foi alvo de um segundo ataque de fascistas em menos de 24 horas; Regina Cruz, presidente da entidade, relata que artefato explosivo foi detonado no portão do prédio; “Os vizinhos nos avisaram porque o estrondo foi muito forte, por volta das 21h30”, contou a dirigente, que chamou a Polícia; sedes da CUT e do PT, relativamente próximas, tinham sido atacadas por fascistas na madrugada passada após estímulos da Rede Globo – segundo as duas organizações; nesta sexta-feira (18), movimentos sociais e a central saem às ruas da capital paranaense contra o golpe à democracia.

A sede da Central Única dos Trabalhadores, seção Paraná, a CUT-PR, em Curitiba, foi alvo de um segundo ataque de fascistas em menos de 24 horas.

A presidente da CUT-PR, Regina Cruz, informou ao Blog do Esmael que artefato explosivo foi afixado no portão do prédio na Rua João Manoel, 444, no bairro São Francisco.

“Os vizinhos nos avisaram porque o estrondo foi muito forte, por volta das 21h30”, contou a dirigente, que chamou a Polícia.

Na madrugada desta quinta-feira (17), as sedes da CUT e do PT, relativamente próximas, foram alvejadas por fascistas estimulados pela Rede Globo de Televisão.

Ao longo da noite de ontem (16), após o juiz Sérgio Moro vazar áudios de grampos contra a presidente Dilma e o ex-presidente Lula, a TV Globo estimulou convulsão social com o intuito de promover contra a democracia.

Nesta sexta-feira (18), movimentos sociais e a central saem às ruas da capital paranaense contra o golpe à democracia.

Comentários desativados.