Coxinhas temem violência neste domingo 13; ouça o áudio

O medo dos coxinhas é que haja infiltrações de "petralhas" e militantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra). A presidente Dilma Rousseff pediu hoje que manifestantes evitem amanhã confrontos nas ruas. Abaixo, ouça o áudio.

O medo dos coxinhas é que haja infiltrações de “petralhas” e militantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra). A presidente Dilma Rousseff pediu hoje que manifestantes evitem amanhã confrontos nas ruas. Abaixo, ouça o áudio.

Manifestantes em defesa do golpe — os famigerados coxinhas — temem entrar em choque nas ruas, neste domingo (13), com militantes ligados ao PT e simpatizantes do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

No WhatsApp, circularam neste sábado (12) áudios de supostos coxinhas dizendo que não participariam do protesto de amanhã por causa da violência.

Abaixo, ouça o áudio:

O medo dos coxinhas é que haja infiltrações de “petralhas” e militantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra).

Embora a direção do PT tenha desmobilizado protestos contra o impeachment, neste domingo, poderá haver manifestações isoladas da militância lulista contra o golpe. Exemplo disso será Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul.

A presidente Dilma Rousseff pediu hoje que manifestantes evitem amanhã confrontos nas ruas.

Comentários encerrados.