Comerciantes declaram hoje “guerra do vinho” contra Beto Richa; tucano segue quebrando o Paraná

Comerciantes e produtores de vinho protestam às 15 horas desta quarta-feira (30), em Curitiba, no Mercado Municipal, contra a política tributária do governador Beto Richa (PSDB); manifestantes irão denunciar que o tucano segue quebrando o Paraná com sua irresponsabilidade fiscal, por isso eles vão declarar oficialmente a “guerra do vinho”, hoje à tarde, contra o tucano; segunda-feira (28) última, em entrevista ao Blog do Esmael, ex-secretário de Estado da Fazenda, Heron Arzua, havia dito que “vinho do Paraná é o mais caro do país”; política tributária de Beto Richa ameaça quebrar grandes empresas, como a Positivo Informática, que, para sobreviver, trocou o Paraná pelo estado do Amazonas. Outras companhias, a exemplo do setor moveleiro, estão cruzando a fronteira rumo ao Paraguai em virtude do proibitivo ICMS; abaixo, ouça a entrevista na BandNews FM do comerciante César Heiden.

Comerciantes e produtores de vinho protestam às 15 horas desta quarta-feira (30), em Curitiba, no Mercado Municipal, contra a política tributária do governador Beto Richa (PSDB); manifestantes irão denunciar que o tucano segue quebrando o Paraná com sua irresponsabilidade fiscal, por isso eles vão declarar oficialmente a “guerra do vinho”, hoje à tarde, contra o tucano; segunda-feira (28) última, em entrevista ao Blog do Esmael, ex-secretário de Estado da Fazenda, Heron Arzua, havia dito que “vinho do Paraná é o mais caro do país”; política tributária de Beto Richa ameaça quebrar grandes empresas, como a Positivo Informática, que, para sobreviver, trocou o Paraná pelo estado do Amazonas. Outras companhias, a exemplo do setor moveleiro, estão cruzando a fronteira rumo ao Paraguai em virtude do proibitivo ICMS; abaixo, ouça trecho da entrevista do comerciante César Heiden na BandNews FM Curitiba.

Ouça o áudio:

Comerciantes e produtores de vinho protestam às 15 horas desta quarta-feira (30), em Curitiba, no Mercado Municipal, contra a política tributária do governador Beto Richa (PSDB).

Os manifestantes irão denunciar que o tucano segue quebrando o Paraná com sua irresponsabilidade fiscal, por isso eles vão declarar oficialmente a “guerra do vinho”, hoje à tarde, contra o tucano.

Donos de restaurantes denunciam a taxa de ICMS cobrada pela administração do governador do PSDB. Segundo os organizadores do ato, 54% do valor final do vinho é referente ao imposto.

A manifestação dos comerciantes pretende divulgar ao consumidor que o preço alto não é culpa das empresas. O comerciante Cesar Heiden afirma que o movimento reúne todos os envolvidos na produção e venda de vinho.

Na última segunda-feira (28), em entrevista ao Blog do Esmael, o ex-secretário de Estado da Fazenda, Heron Arzua, havia dito que o setor de importação — inclusive de vinhos — evita os tributos do governo Beto Richa.

“As importações estão se dando via Santa Catarina. O vinho do Paraná, por exemplo, é o mais caro do país”, declarou.

A política tributária de Beto Richa ameaça quebrar grandes empresas, como a Positivo Informática, que, para sobreviver, trocou o Paraná pelo estado do Amazonas. Outras companhias, a exemplo do setor moveleiro, estão cruzando a fronteira rumo ao Paraguai em virtude do proibitivo ICMS.

Voltemos à guerra do vinho.

O imposto sobre os vinhos teria aumentado de 4% para mais da metade do valor total, segundo os organizadores do ato. As empresas do Simples, com carga tributária simplificada, são as mais afetadas pelos aumentos.

Em comparação com outros estados, o Paraná prioriza o imposto menor para produtos indispensáveis.

O ato dos comerciantes e produtores para chamar atenção dos consumidores sobre a cobrança de ICMS do vinho será amanhã, entre três e cinco horas da tarde, no Mercado Municipal de Curitiba.

Com informações e áudio da rádio Bandnews Curitiba.

10 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. E a Acil, que só sabe criticar a Dilma e o PT e ajudar a espalhar o ódio em Londrina contra petistas, se cala quando o desmando é tucano. A Acil não protesta quando a corrupção está na sala do governador Beto Richa. A Acil não reclamou quando o aumento do ICMS, que atingiu quase 10 mil produtos, foi aprovado pelo Beto Richa. Se bobear, a Acil espalha que o aumento do ICMS e do IPVA é coisa da Dilma. Na verdade, o maior amigo da inflação por aqui é o PSDB e seu governo e o maior inimigo de empresários e consumidores também.

  2. Querem mais exemplos da insanidade fiscal do Kinderovo?
    A conta da COPEL das propriedades agrícolas aumentou no mês passado em 30%!!!!!
    Isto significa que os produtos do campo vão aumentar consideravelmente e não é a escassez da matéria prima (leite) como a Gazeta do Povo justifica o aumento do leite e seus derivados. Pequenos proprietários estão vendendo seu gado leiteiro por não poder arcar mais com o alto preço dos insumos, entre eles a conta da COPEL. A vaca leiteira não é morta mas vendida ao proprietário grandalhão que também sofre, mas sofre menos.
    Da mesma forma vão aumentar os preços da carne suína, do frango e dos produtos gerados nas pequenas fábricas familiares que são obrigadas a manter freezers e geladeiras. Hortaliças e produtos de lavouras irrigadas com eletricidade subirão de preço.
    Infeliz povo do Paraná!

  3. ESSE SECRETÁRIO DA FAZENDA IMPORTADO DA BAHIA, QUE GANHA MAIS DE 100 MIL POR MÊS, E TEM CARGO COMISSIONADO PARA A FAMÍLIA, AINDA NÃO FOI MANDADO EMBORA DE VOLTA PARA A BAHIA?

  4. Falta de aviso não foi. Mas ele é engraçadinho, depila as sobrancelhas , faz bronzeamento artificial.
    Sofro também, mas resta-me o consolo de nunca ter votado nesse projeto de político.

  5. Meu amigo claudinho dias sofre duas vezes com o beto richa; como professor e como comerciante de vinho.

    • O poderoso secretário da Fazenda que provocou o episódio da pancadaria nos professores pois, jogou goela abaixo do governo e da assembleia a destruição do paranaprevidência. E agora afugenta as empresas industriais e comerciais com o tarifaço do ICM.
      Também uma criatura do Serra que acabou com o ICM das usidnas hidroelétricas, o que a gente do Paraná pode esperar?
      O Beto Richa é um entreguista do Paraná.

  6. Esse é um pequenino exemplo do que poderia ser, hoje, uma administração de Aécio … Ou, se o golpe se concretizar, o que vai dar merda nacional, com a “ponte para o inferno” do PMDB do golpe … Preparem o lombo (ou seria o rabo?) … São os planos caracú … o pessoal entra com a cara, o povo entra com o resto …

    • Bem observado, Kaká!!!
      A “”maravilhosa”” forma como Paraná vem sendo administrado nos últimos cinco anos, dá-nos a certeza: RUIM com PT/Dilma/Lula, bem PIOR com PSDB/Aécio Neves/EduardoCunha/Renam, etc…
      Ai que “”Temer”” o que nos espera!!!

  7. QUEM ERA O RUIM QUEM ERA O TRUCO LENTO SEGUNDO BETO LIXO ERA O ENTÃO REQUIÃO,JÁ BETO MENINO FICHA LIMPA DIPLOMADO GOVERNADOR O 10 O MELHOR O MAIS MENTIROSO,E AGORA QUEM O O PIOR DELES REQUIÃO GROSSO MAS BEM MELHOR JÁ BETO LIXO,LENTO E LARÁPIO.

  8. É que o betinho só toma vinho francês.