abi_marcio_richa

| Comente agora

Investigado pela PGR por “crimes de lavagem de dinheiro, falsidade ideológica para fins eleitorais e corrupção passiva”, governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), abriu as burras do estado para blindar noticiário na Globo sobre caso de propina na Receita Estadual que teria irrigado a campanha de reeleição de 2014; prejuízo ao erário seria de R$ 1 bilhão, segundo o Ministério Público; farra publicitária exalta “pujança econômica” do Tucanistão do Sul; Richa tentou dispensar de depoimentos auditores fiscais Márcio de Albuquerque Lima e Luiz Antonio de Souza (delator), bem como o lobista Luiz Abi Antoun, primo do governador, que são peças-chave no inquérito da Operação Publicano.

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.