Beto Richa acelera o fechamento das universidades estaduais do Paraná

corteues

Além de não fazer os repasses mínimos necessários para o funcionamento das sete universidades estaduais, o governador Beto Richa (PSDB) agora quer meter a mão no dinheiro arrecadado pelas instituições com atividades como vestibular, concursos e pesquisas. As instituições devem depositar 80% do valor arrecadado com vestibulares e pesquisas até o início de abril, sob pena de terem os minguados repasses suspensos. O objetivo é reforçar o Caixa Único (CU) do governo tucano a custa da comunidade universitária do Paraná.

Há tempos que gestores, professores e estudantes das universidades estaduais do Paraná protestam pela falta de verbas para a manutenção das instituições. O aumento dos repasses foi uma das principais pautas da greve do ano passado contra o governador Beto Richa (PSDB).

Mesmo assim o problema continua e, segundo as direções das universidades, o repasse estadual neste início de ano está pela metade do devido.

Mas isso ainda não é o bastante para o governador e seu secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa. Eles vão além. Agora estão obrigando as instituições repassarem para o governo 80% do seu superávit, obtido com vestibular, concursos, projetos de pesquisa… enfim, tudo.

O tucano quer  encher o Caixa Único (CU) até o próximo dia 5 de abril.

Confira a seguir a resolução da Secretaria da Fazenda que determina o repasse:

ues
Ou seja, além de não cumprir com os repasses legais, o governo Beto Richa quer usar as universidades como fonte de arrecadação. Por pouco tempo, é claro, pois desse jeito as instituições não vão suportar e encerrarão suas atividade muito em breve.

Para Beto Richa, governar é fechar escolas… e universidades também.

Comentários encerrados.