images-cms-image-000485957

| Comente agora

Por meio dos colunistas Merval Pereira e Ricardo Noblat, a Globo voltou a contestar a decisão do Ministério Público de São Paulo de pedir a prisão preventiva do ex-presidente; desde o início desse processo, a Globo, como incitadora do ódio, se tornou alvo de diversos protestos populares; Merval reconhece que, ‘mesmo que fossem verdadeiras as alegações dos promotores do estado de São Paulo para pedir a prisão preventiva do ex-presidente Lula, os argumentos levantados têm mais cunho político do que jurídico’; Noblat diz que os “três jovens e tolos promotores públicos de São Paulo estão à procura dos seus 10 minutos de fama de uma nota de rodapé em futuros livros de História”; ontem, durante o jornal de William Waack, foi exibido o cartaz com os dizeres “Globo Golpista”

Deixe uma resposta

Preenchimento obrigatório *.