Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

23 de março de 2016
por esmael
10 Comentários

Citado três vezes em corrupção, Beto Richa vai ganhar música no Fantástico?

O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), integra o listão da propina da Odebrecht. É a terceira vez que o tucano é citado em casos de corrupção, por isso deverá ganhar música no programa global Fantástico.

Tal qual seu correligionário de ninho, Aécio Neves (PSDB-MG), lista que se preze sem ele “não vale” (ou “sem eles”, dependendo do ângulo).

De acordo com a Vaza Jato, Richa teria amealhado junto a Odebrecht R$ 200 mil em 24 de setembro de 2010. A bufunfa não consta na prestação de contas ao TSE.

Richa já é réu no Superior Tribunal de Justiça (STJ), que autorizou a Procuradoria Geral da República (PGR) investigar cobrança de propina na Receita Estadual do Paraná. O dinheiro arrecadado por fiscais abasteceu a campanha de reeleição do governador do PSDB, segundo denúncia da Operação Publicano do Ministério Público. Só aqui foi R$ 1 bilhão saqueado do tesouro estadual.

O terceiro esquema de corrupção envolvendo Beto Richa e seu governo tem a ver com roubo de recursos que seriam destinados à construção de escolas (Operação Quadro Negro). O dinheiro era repassado à empreiteira, mas a obra não saia do papel. Resultado disso: além do prejuízo ao erário, prédios carecem de reparos, faltam vagas aos alunos e as salas de aula estão superlotadas.

Em comum, além de denunciados e relacionados a malfeitos, Aécio e Richa, cada qual com seu respectivo papel, posam de vestais e “guardiões da moralidade”, contra o PT, e defendem o golpe contra a presidente Dilma Rousseff — mesmo não existindo nenhum ilícito cometido por ela.

23 de março de 2016
por esmael
200 Comentários

Assine você também a “Carta de Curitiba” contra o golpe

democracia_manifestoO Blog do Esmael disponibiliza o link para o site Em Defesa da Democracia, que coleta assinaturas para o manifesto em favor do Estado Democrático de Direito e contra o golpe jurídico-midiático no país.

O documento foi lido ontem (22) à noite no ato de juristas da Universidade Federal do Paraná (UFPR), instituição onde o juiz Sérgio Moro leciona na disciplina de Processo Penal do curso de Direito (clique aqui para assistir ao vídeo).

Abaixo, leia a íntegra da Carta Democrática:

23 de março de 2016
por esmael
36 Comentários

Antipetistas Richa, Fruet e Ratinho aparecem na ‘propina suprapartidária’ da empreiteira Odebrecht

Documentos apreendidos pela Vaza Jato na empreiteira Odebrecht, que trazem valores de propinas pagas a políticos de todos os partidos em todo o país, divulgadas nesta quarta-feira (23) ao jornalista Fernando Rodrigues, do portal UOL, pertencente ao grupo Folha.

Na planilha da ‘propina suprapartidária’, aparecem políticos paranaense que concorreram à Prefeitura de Curitiba na eleição de 2012: Ratinho Júnior (PSD), Gustavo Fruet (PDT) e Luciano Ducci (PSB); em comum, eles pensam concorrer novamente ao cargo em 2016.

O atual prefeito Fruet teria abiscoitado junto à empreiteira R$ 300 mil; Ratinho 250 mil; e o então prefeito Ducci R$ 500 mil.

O governador Beto Richa (PSDB) também aparece na lista da propina suprapartidária da Odebrecht. O tucano teria amealhado R$ 200 mil em 24 de setembro de 2010.

Depois do vazamento, o juiz Sérgio Moro decretou “segredo de Justiça” às planilhas investigadas. Elas registram contabilidade paralela da Odebrecht, que teria beneficiado mais de 200 políticos brasileiros.

Leia a íntegra da lista da delação suprapartidária da Odebrecht:

http://imguol.com/blogs/52/files/2016/03/indice-benedicto.pdf

23 de março de 2016
por esmael
6 Comentários

Veja essa: Estadão transforma juiz Sérgio Moro num… “ovo de Páscoa”

O Estadão perdeu o respeito com o juiz federal Sérgio Moro, da Vaza Jato, ao reduzi-lo a um… ovo de Páscoa. Isto mesmo, um ovo de Páscoa.

A fina ironia ocorre menos de 24 horas depois que o Supremo Tribunal Federal cassou a jurisdição do juiz de 1ª instância, que cometeu crimes no afã de derrubar o governo constitucional, e do ato de juristas que lançou a “Carta de Curitiba” na UFPR.

A desrespeitosa reportagem “política” do Estadão não transformou o juiz num coelho da Páscoa, mas o reduziu apenas a um ovinho.

Fogo amigo ou epitáfio do golpismo, tipo “Aqui Jaz Vaza Jato”?

Para disfarçar a sapecada no magistrado, o Estadão faz propaganda da Casa de Chocolates Schimmelpfeng, de Curitiba, que criou o ovo ‘Moroango’ pelo preço de R$ 42.

Paralelamente, o PT informa que o juiz Sérgio Moro será malhado pela militância de todo o país como Judas neste Sábado de Aleluia.

23 de março de 2016
por admin
3 Comentários

Luiz Manfredini: “Dilma já fala grosso”

Artigo de Luiz Manfredini*

Contrariando a praxe de seu habitual comedimento, a presidente Dilma Rousseff pronunciou um duro discurso durante a posse do ex-presidente Lula na Casa Civil, no último dia 17, em Brasília. A posse que está sendo objeto de contestações junto ao Supremo Tribunal Federal, mas o que nos importa aqui são as palavras da presidente. Numa clara alusão ao juiz Sérgio Moro, Dilma disse: “Convulsionar a sociedade brasileira em cima de inverdades, métodos escusos e práticas criticáveis viola princípios e garantias constitucionais e os direitos dos cidadãos. E abrem precedentes gravíssimos. Os golpes começam assim”.

Mais: “Interpretação desvirtuada, processos equivocados, investigações baseadas em grampos ilegais não favorecem a democracia neste país. Quando isso acontece, fica nítida a tentativa de ultrapassar o limite do estado democrático e cruzar a fronteira do estado de exceção”.

E acrescentou, referindo-se ao grampo telefônico de que foi vítima: “Não há Justiça quando as leis são desrespeitadas. Não há justiça para os cidadãos quando as garantias constitucionais da própria Presidência da República são violadas”.

Dias depois, em Pernambuco, repetiu a dose.

Para esta semana estão previstos encontros com a imprensa internacional, quando Dilma pretende, pelo que se noticia, acusar o golpe que está sendo tramado no Brasil. Talvez faça coro com o presidente equatoriano Rafael Correa, segundo o qual há um processo de desestabilização dos governos democráticos na América Latina capitaneado pelos Estados Unidos. Uma espécie de Plano Condor para os tempos atuais.

Já há pouco mais de um mês, na abertura do 12º Congresso da CUT, em São Paulo, ela ensaiou reação mais enfática, mostrando-se firme, incisiva, dura em certos momentos, embora, como sempre, sem a retórica (que não tem) que conferiria às suas palavras o tom justo e mais adequado da indignação.

Disse: “Eu me insurjo contra o golpismo e suas ações conspiratórias, e não temo seus defensores”. Acusando os golpistas de “moralistas sem moral” e de “conspiradores”, Dilma afirmou que eles “tentam obter o impeachment para interromper um mandato conquistado com 54 milhões de votos”, sem que haja acusação alguma à titular.

Prometeu “não se dobrar” e advertiu: “Ninguém deve se iludir. Nenhum trabalhador pode baixar a guarda”.

Ontem mesmo – 22 de março – ao participar de encontro com juristas pela legalidade e em d

23 de março de 2016
por esmael
35 Comentários

Assista: Globo incita ódio contra Teori; STF vai deixar por isso mesmo?

A Globo soltou seus cães de aluguel ontem à noite, logo após o “freio de arrumação” do ministro Teori.

“A revolta começou agora é vai piorar imensamente”, ameaçou pelo Twitter Diego Escosteguy, da Época (Globo).

Na sequência, grupo fascista foi batucar na frente da casa de Teori. “Ô, ô, ô, o Teori é traidô!”, zurrava.

Na noite de ontem (22), o ministro cassou a jurisdição do juiz Sérgio Moro sobre a investigação ao ex-presidente Lula.

O magistrado da Vaza Jato cometeu crime no afã de punir um suposto crime, erro que nem estagiário do Pereirinha cometeria.

Globo faz o que faz — promover o golpe e ódio contra quem lhe contesta — sem sofrer punição alguma. Como é que essa emissora ainda tem concessão pública?

O Supremo Tribunal Federal (STF) não tomará nenhuma medida para proteger seus ministros? Agora a vítima da Globo pode ser o Teori, mas amanhã o próprio Gilmar Mendes [patrono do golpe naquela Corte]…

No âmbito do governo, também é muito estranho que não se utilize a Constituição para barrar o golpismo da Globo. Ora, coloque-se a TV Brasil (estatal) no sinal da emissão golpista.

23 de março de 2016
por admin
8 Comentários

Lula participa hoje de plenária sindical contra golpe e em defesa de direitos

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa na tarde desta quarta-feira (23), às 16 horas, em São Paulo, de uma plenária em defesa da democracia e contra a retirada de direitos dos trabalhadores. O evento vai reunir sindicalistas da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Central Única dos Trabalhadores (CUT), União Geral dos Trabalhadores (UGT), Força Sindical, Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) e Nova Central Sindical dos Trabalhadores (NCST).

As centrais sindicais também darão o pontapé inicial à organização de uma marcha antigolpe, no próximo dia 31 de março, rumo a Brasília, onde prometem manifestação na Praça dos Três Poderes.

Para os dirigentes sindicais, os trabalhadores e trabalhadoras serão os mais prejudicados caso o golpe contra a democracia se concretize. Se o Congresso Nacional cassar o mandato de presidenta Dilma Rousseff, eleita democraticamente pelo voto popular, centenas de projetos de lei que retiram direitos conquistados, devem ser votados imediatamente.

As principais entidades patronais do País como a Confederação Nacional da Indústria (CNI), Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), Confederação Nacional da Agricultura (CNA), as associações comerciais e sindicatos patronais, estão apoiando o golpe. São essas entidades que patrocinam todos os projetos que suprimem direitos assegurados à classe trabalhadora. No entendimento dos sindicalistas, só unidos e organizados será possível impedir este imenso retrocesso.

Os trabalhadores da Ford em São Bernardo do Campo já se posicionaram contra o golpe em defesa dos direitos trabalhistas. A decisão foi votada em assembleias realizadas nesta terça (22). A fábrica emprega 4 mil pessoas. O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC Paulista irá realizar assembleias com o mesmo tema em outras fábricas nos próximos dias.

Serviço: Encontro de sindicalistas com Lul

23 de março de 2016
por esmael
44 Comentários

Histórica “Carta de Curitiba” sepultou golpismo de Sérgio Moro na UFPR

Colegas do professor Sérgio Moro, na UFPR, em documento histórico intitulado Carta de Curitiba, ensinaram ontem à noite ao juiz Sérgio Moro alguns preceitos básicos garantidos na Constituição Federal de 1988. Na prática, juristas sepultaram o golpismo do coordenador da Vaza Jato no ninho da serpente.

Os operadores do Direito denunciaram sistemáticos ataques às instituições democráticas e a semeação de ódio, intolerância e violência pela velha mídia.

“As concessões dos serviços públicos de rádio e televisão não devem ser utilizadas como instrumento de ação política de grupos, instituições e organizações com o objetivo de desestabilizar o regime democrático”, diz um trecho da Carta de Curitiba, em claro recado à Rede Globo.

O golpismo da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que repete 1964, também foi alvo da artilharia dos juristas. Eles expressaram no documento “inconformismo republicano” à posição da entidade que é favorável ao impeachment da presidente Dilma Rousseff – mesmo sem base legal.

A Carta de Curitiba ainda denuncia o juiz Sérgio Moro por produzir provas de maneira criminosa, ilegal, como grampos telefônicos, bem como condução coercitiva — do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva — sem prévia intimação judicial.

Na Carta, o mundo jurídico ensinou ao juiz Moro que não se pode vazar escutas telefônicas antecipadamente para a Globo em desacordo com as garantias constitucionais dos acusados; que a defesa do Estado Democrático de Direito e da soberania nacional, que se manifestou pelo voto legítimo em regular eleição, das garantias constitucionais do devido processo legal, especial da ampla defesa, do contraditório, da presunção da inocência, da imparcialidade e do afastamento das provas ilegítimas.

“É preciso ter coragem para denunciar o obscurantismo que insiste em se instalar no País”, diz o documento que ainda segue aberto para assinatura da sociedade em geral (clique aqui para subscrevê-lo).

O Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, transmitiu o evento ao vivo para o Brasil e o mundo. (O vídeo está disponível aqui).

A seguir, leia a íntegra da Carta de Curitiba:

http://s3.amazonaws.com/static.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2016/03/21214402/cartacuritiba.pdf

23 de março de 2016
por admin
7 Comentários

Coluna do Rafael Greca: Basta de xepa; Curitiba merece muito mais

Download áudio

Rafael Greca*

O atual prefeito Gustavo Fruet (PDT) é prova viva da contradição. Dizem que estaria deprimido com a recente proclamação, pelo ex-presidente Lula, da “República de Curitiba”! E que isto estaria se refletindo na sua caótica desprefeitura. Fruet já teria vislumbrado que suas escolhas de 2012 inviabilizaram 2016.

O que precisa de reparos, não repara. E o que não precisa, repara. O que precisa de conserto, não conserta. E o que não precisa, desconserta. O que precisa de conservação, não conserva. O que precisa de finalização, não termina.

Os serviços públicos da nossa Prefeitura, outrora modelo, hoje parecem xepa.

O dicionário diz que “xepa” é sobra. Coisa pouca, coisa ruim. O nome dado às últimas mercadorias das feiras livres, produtos de menor qualidade, por isso oferecidos a pouco valor.

Xepa é também o nome dado àquela comida que sobrou do almoço, e será servida no jantar, requentada, sem o mesmo sabor.É gíria de jornalheiros a referir folha lida e desgastada, que foi colocada novamente a venda.

Xepa, no sentido de sobra de propinas, foi o nome dado pela Polícia Federaç à 26ª fase da Operação Lava Jato. Flagrou o marqueteiro de Gustavo Fruet (PDT), Gleisi Hoffmann (PT) e Enio Verri (PT) em transações com propinas que podem levar aos verdadeiros beneficiários do caso, os candidatos.

Conforme o bem informado blog “O Antagonista”, Oliveiros Marques é

23 de março de 2016
por admin
25 Comentários

Coluna do Alvaro Dias: Declarações do ministro da Justiça sob suspeição

Alvaro Dias*

Como parte da missão parlamentar de fiscalizar os atos do Poder Executivo, propus a convocação do ministro da Justiça, Eduardo Aragão, para fundamentar, na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, as declarações divulgadas pela imprensa, e que culminaram com o protesto das associações de delegados de todo o País.

O ministro da Justiça declarou, em entrevista: “Cheirou vazamento de investigação por um agente nosso, a equipe será trocada, toda. Cheirou. Eu não preciso ter prova. A PF está sob nossa supervisão. Se eu tiver um cheiro de vazamento, eu troco a equipe. Agora, quero também que, se a equipe disser ‘não fomos nós’, que me traga claros elementos de quem vazou porque aí vou ter de conversar com quem de direito”.

Na minha opinião, essa declaração cheira a suspeição, porque de certa forma é uma ameaça que tem como objetivo obstruir o trabalho independente de investigação realizado pelos policiais. É uma declaração infeliz.

A Lei nº 12.830/2013, que dispõe sobre a investigação criminal conduzida pelo delegado de polícia, estabelece que as funções de polícia judiciária e a apuração de infrações penais exercidas pelo delegado de polícia são exclusivas de Estado.

Diz ainda que a remoção do delegado de polícia dar-se-á somente por ato fundamentado, com o conhecimento da conduta ir

23 de março de 2016
por admin
1 Comentário

O que diz a velha mídia nesta quarta

Capa Estadão Desktop

Capa Estadão Desktop

Jornais do Paraná

Gazeta do Povo: Marcelo Odebrecht decide fazer delação premiada

Bem Paraná: Em cinco anos, Paraná vê queda de 20% no número de homicídios Leia mais