21 de Março de 2016
por esmael
21 Comentários

UFPR sedia ato contra golpe de Globo-Moro; Blog do Esmael/TV 15 transmite ao vivo para o Brasil e o mundo

Renomados juristas de todo o país desembarcarão nesta terça-feira (22), em Curitiba, “a capital da lava jato e da grampolândia”, para um  Ato Nacional em Defesa da Democracia e denúncia do golpe engendrado pela parceria entre Rede Globo e juiz federal Sérgio Moro — materializado no vazamento de escutas telefônicas ilegais.

O evento será transmitido ao vivo pelo Blog do Esmael para o Brasil e o mundo, em parceria com a TV 15, a partir das 19 horas, desde o salão nobre da Faculdade de Direito da UFPR.

É bom frisar que Moro é professor  Processo Penal na UFPR, por isso o comício de amanhã ganha relevância nacional.

Não é só a academia e os meios jurídicos que começam acordar para o golpismo em marcha. Na última sexta-feira (18), cerca de 30 mil pessoas foram às ruas da capital paranaense em defesa da democracia. Em todo o país forma milhões contra o autoritarismo.

Também está no “bico do corvo” a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que assumiu a bandeira do golpe contra o estado democrático de direito.

Possivelmente, operadores do Direito iniciem discussão sobre “Uma Nova Ordem”, ou

21 de Março de 2016
por admin
11 Comentários

“Lula não está morto”, afirma Delfim Netto; assista ao vídeo

O ex-ministro da Fazenda, professor Delfim Netto, concedeu entrevista ao programa Canal Livre da TV Bandeirantes, exibida na noite deste domingo (20). Como não poderia deixar de ser, Delfim foi questionado e opinou sobre o atual quadro político e econômico do País.

Sobre Lula, o ex-ministro da ditadura opinou que a divulgação dos grampos com conversas do ex-presidente serviram para tentar minar o seu capital político e capacidade de articulação. Para ele, sem a divulgação dos áudios, Lula reverteria o processo de impeachment de Dilma com facilidade.

Mesmo assim, o economista ponderou que, caso o processo de impedimento da presidenta avance, não será “tranquilo” como foi o de Collor. Ele lembrou que Lula e Dilma contam com o apoio da igreja, dos movimentos sociais, dos sindicatos, estudantes… enfim, amplos setores da sociedade. Delfim alertou para o risco de se produzir “um cadáver”.

Delfim também refutou a possibilidade de renúncia da presidenta Dilma, ressaltando seu o caráter e a sua história. “A Dilma não é um biscoito”, completou.

Delfim Netto foi ministro da Fazenda nos governos da ditadura militar, entre os anos de 1967 e 1974, e do Planejamento, entre os anos de 1979 e 1985.

Assista a seguir os principais trechos da entr

21 de Março de 2016
por esmael
15 Comentários

Richa abre vaga na Câmara Federal para Bertoldi, que está preso

O governador Beto Richa (PSDB) segue “inovando” no Paraná. O tucano conseguiu a proeza de uma abrir uma vaga na Câmara Federal para o suplente Osmar Berdolti (DEM), que está preso há quase um mês.

O suplente de deputado foi preso porque bateu na ex-mulher e descumpriu ordem judicial de não chegar perto da moça.

Bertoldi assumirá a vaga deixada pelo deputado Valdir Rossoni (PSDB), que assumiu a chefia da Casa Civil nesta segunda-feira (21). Mas, para isso, precisará de um Habeas Corpus. “Já ingressamos com o pedido em juízo”, disse ao Blog do Esmael o advogado Cláudio Dalledone Júnior.

Curiosamente, Rossoni também teve um entrevero nas redes sociais com uma professora de Curitiba. Ele a chamou de “biscate”, o que gerou protestos na categoria.

Na linha de sucessão, também estão os suplentes Nelson Padovani (PSC) e Paulo Martins (PSC) — primeiro e segundo suplentes, respectivamente.

Além de Rossoni, o deputado Ricardo Barros (PP) deixou a Câmara para assumir a Secretaria de Estado do Planejamento.

Como se vê, Richa continua inovando (para pior), pois, recentemente foi o primeiro governador paranaense investigado com autorização do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

21 de Março de 2016
por esmael
3 Comentários

Alep em chamas: Neo-socialistas traídos pelo neotucano Stephanes Jr

Você pagou com traição/

a quem sempre lhe deu a mão”

Não chamem os deputados Alexandre Curi e Luiz Claudio Romanelli para a mesma mesa do suplente empossado Stephanes Júnior, pois pode dar samba — no pior sentido — como aquele da torcida jovem do Flamengo.

Todos ex-PMDB, os parlamentares combinaram de embarcar juntos na canoa socialista — o PSB. Entretanto, para surpresa geral da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), Stephanes traiu o grupo na undécima hora ao ingressar no ninho tucano. No sábado, o “deputado do canudinho” (em alusão ao projeto dele mais famoso quando era deputado) assinou ficha no PSDB.

Romanelli e Curi estão surtados porque isso impacta na composição das comissões permanentes na Assembleia. Os dois parlamentares articulam, inclusive, a volta à  Assembleia do deputado Artagão Júnior — que foi catapultado para a Secretaria de Justiça — para tomar o cargo do “deputado do canudinho”.

Na Assembleia, hoje à tarde, Curi e Romanelli prometem batucar olhando nos olhos de Stephanes Júnior: “Você pagou com traição/ a quem sempre lhe deu a mão”; o deputado Requião, do PMDB, também pode entrar no samba.

21 de Março de 2016
por esmael
34 Comentários

Contra grampolândia, senadores vão ao CNJ pela exoneração de Sérgio Moro

Senadores preparam uma representação suprapartidária no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) contra juiz Sérgio Moro, juiz federal titular da 13ª Vara Federal de Curitiba, que realizou grampos ilegais nos telefones da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Os parlamentares têm preparado a denúncia sobre a interceptação telefônica feita de forma ilegal e divulgação criminosa da mesma gravação, que foram vazadas com exclusividade para a Rede Globo (abaixo, leia a íntegra do documento).

“Ao levantar o sigilo de conversas telefônicas do ex-presidente Lula no momento em que se preparava para assumir o cargo de Ministro da Casa Civil, o juiz Federal Sérgio Moro sabia que cometia um crime”, diz um trecho do documento que será enviado ao ministro Ricardo Lewandowski, que presidente do CNJ e o Supremo Tribunal Federal (STF).

O senador Roberto Requião (PMDB-PR), ao Blog do Esmael, disse nesta segunda-feira (21) que é partidário das investigações da Lava Jato, mas não tem como apoiar o atentado contra o estado democrático de direito. “Sou um garantista por formação”, repete.

Segundo os senadores, o Juiz Sérgio Moro tem permitido, sem qualquer constrangimento no âmbito da operação Lava Jato, sucessivos vazamentos seletivos de documentos que deveriam ser resguardados em segredo de justiça, tem deliberado sobre ações drásticas como conduções coercitivas sem que o investigado seja antes intimado, tem operado delações premiadas que nada têm de espontâneas, com o investigado preso, concede entrevistas e participa de palestras falando de temas da operação, participa do lançamento de candidaturas partidárias.

O grupo suprapartidário pede ao CNJ punições administrativas ao juiz Sérgio Moro, pelos crimes cometidos, que podem resultar na exoneração do magistrado.

A seguir, leia a íntegra do documento dos senadores:

http://www.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2016/03/peticao_senado_moro_cnj.pdf

21 de Março de 2016
por esmael
13 Comentários

OAB defende golpe; Igreja luta pelo estado democrático de direito

Segundo consta, 25 advogados foram grampeados ilegalmente pela operação Lava Jato do juiz Sérgio Moro. Esses profissionais têm direito ao sigilo junto a clientes, de acordo com a Lei dos Advogados. Não importa quem são os usuários do serviço jurídico, se bandidos ou mocinhos.

A inviolabilidade da comunicação entre advogado e cliente está prevista no artigo 7º do Estatuto da Advocacia (Lei 8.906/1994). A cláusula pétrea inserta no artigo 5º, incisos XIII e XIV da Constituição Federal ainda prevê a liberdade e o sigilo da fonte.

Pois bem, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) defende o golpe contra o estado democrático de direito mesmo que para isso seja preciso marchar sobre os próprios profissionais que ela “representa”.

Não é de estranhar, portanto, que a ideia de criar uma “nova ordem” tenha ganhado força este fim de semana. Rachar a OAB significa mudar a Constituição, mas que mal tem mudar um texto que em tempos de golpe é jogado na lata de lixo?

Se a OAB volta a flertar com o golpe contra a democracia, a Igreja Católica lava a alma de parte dos cristãos. O bispo de Crateús, Dom Ailton Menegussi, afirmou neste domingo (20) que a Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) não aceitará golpes no país.

A Ordem defendeu a ditadura militar em 1964. Conspirou para derrubar o governo constitucional de Jango Goulart. Agora, novamente, trabalha pela queda do governo democraticamente eleito de Dilma Rousseff.

Profético, o velho Marx dizia que “a história se repete, a primeira vez como tragédia e a segunda como farsa”.

Por que a OAB não fez um plebiscito para saber a opinião dos advogados, aqueles que pagam religiosamente a anuidade? A base da entidade é garantista, legalista, não golpista.

Enquanto a OAB defende o golpe, a Igreja Católica defende o estado democrático de direito para a sorte de almas brasileiras.

21 de Março de 2016
por esmael
17 Comentários

Fruet fora da disputa de 2016

O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), literalmente, entrou em depressão. “Está com a doença da alma”, relata com exclusividade Garganta Profunda do Centro Cívico, informante do Blog do Esmael no Palácio 29 de Março – sede do executivo na capital paranaense.

“Tem dias que ele nem aparece na Prefeitura, outros chega escondido, não conversa com ninguém, vai para a casa da mãe e não volta mais”, diz o X-9 do Blog do Esmael, que tem acesso fácil ao gabinete do pedetista.

A cidade de Curitiba está acéfala, portanto. Não tem prefeito. Fruet poderá não disputar a reeleição, pois sequer conversa com partidos ou vereadores aliados. Fechou-se em copas em virtude da doença.

Sem condições de combate, a ausência do prefeito abre uma avenida para os adversários mais competitivos: Luciano Ducci (PSB), Rafael Greca (PMN) e Requião Filho.

Sem a presença de Fruet [e da máquina] nas urnas, a eleição em Curitiba será completamente outra – e imprevisível seu resultado.

Nas poucas aparições públicas do prefeito curitibano, ele criticou a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na chefia da Casa Civil. “A nomeação do ex-presidente Lula equivale a renúncia da presidente Dilma ao seu mandato”, disse na semana passada.

Fruet recebeu em 2012 o apoio do PT, que indicou a vice Mirian Gonçalves.

O quadro clínico do pedetista suscita a seguinte pergunta: a depressão teria relação com o quadro político, de perda do aliado?

O Blog do Esmael deseja melhoras ao prefeito Gustavo Fruet.

21 de Março de 2016
por admin
14 Comentários

Coluna da Gleisi Hoffmann: Obama foi pra Cuba; aqui o golpe

Gleisi Hoffmann*

Fiquei emocionada ao ver a chegada do presidente Barack Obama a Cuba, uma visita histórica que sela a reaproximação dos EUA com a Ilha revolucionária de Fidel Castro. Poucos acreditavam que isso seria possível, mas a determinação de um presidente americano negro, de um papa progressista e das reformas econômicas em Cuba, estão possibilitando-nos vivenciar esse pedaço da história tão importante para a democracia, autodeterminação dos povos e respeito entre Nações.

É importante registrar que a última visita de um presidente norte americano a Cuba foi em 1928!

Ao mesmo tempo a emoção fica embaçada, ao assistir, no nosso país, o maior da América Latina e que na história recente saiu de uma ditadura militar, uma crise política destinada a justificar um duro golpe nas regras democráticas e na nossa Constituição, a Constituição Cidadã, de 1988. O que faz isso acontecer? O ódio proliferar? Junto com essa gana em tirar uma presidenta legitimamente eleita pelo voto popular?

Desconstruir a imagem do maior líder popular que o Brasil já teve?

Muitos correrão a dizer que é a corrupção, praticada sem precedentes nestes governos do PT e liderada pessoalmente por Lula (o líder operário, que venceu todas as barreiras, se tornou presidente do Brasil e proporcionou a maior revolução econômico-social de nossa história).

Já escrevi sobre isso nes

21 de Março de 2016
por admin
6 Comentários

Coluna do Luiz Cláudio Romanelli: Perplexidades com o golpe

“o horror, o horror…”
Joseph Conrad em O Coração das Trevas

Ouça o áudio:


Luiz Cláudio Romanelli*

Os fatos das últimas semanas no país atropelam qualquer senso de racionalidade, e, a política — a arte de servir e prestar o bem às pessoas — pode ficar irremediavelmente comprometida ao ser constantemente criminalizada de forma vil e açodada. É uma quadra triste em que vivemos, e não há luz próxima que possa sinalizar uma solução construída no debate, sem o conflito extremado entre os atores políticos. O “nós contra eles” parece ter vencido esta etapa da vida pública brasileira.

Os que acompanham a minha trajetória e história de vida, sabem que sou otimista, que procuro sempre enxergar os fatos de maneira positiva e que acredito no diálogo como forma de resolução de conflitos, bem como na razão, acima das paixões. Mas confesso que diante de tudo que acontece no país, diante do radicalismo, dos discursos exacerbados das manifestações nas ruas, da atuação do Judiciário, do clima de vale-tudo no Congresso Nacional, o sentimento é de preocupação e perplexidade.

É claro e evidente que todos os mal feitos e os mal feitores, independente de partidos, devem ser punidos de forma exemplar pela Justiça e pelo voto, mas também que a cobrança pela punição não pode empurrar o país ao retrocesso que já foi vencido na luta democrática e nas urnas. Faço minhas as palavras do meu dileto amigo Michele Caputo Neto que diz “roubo, autoritarismo, violência e incompetência têm o mesmo tamanho, seja de direita ou de esquerda. Ética, decência e competênc

21 de Março de 2016
por admin
1 Comentário

O que diz a velha mídia nesta segunda

20160321001219288012eJornais do Paraná

Gazeta do Povo: 1° ato do impeachment vira tudo ou nada para Dilma

Bem Paraná: Coritiba vence e amplia freguesia sobre o Atlético Leia mais