18 de Março de 2016
por esmael
20 Comentários

Cinco milhões foram às ruas pelo impeachment da parceria Moro-Globo, diz DataEsmael

O instituto DataEsmael, que nunca errou uma sondagem, levantou que 5 milhões de almas foram às ruas em todo o país pelo impeachment da parceria entre o juiz Sérgio Moro e a Rede Globo.

No último dia 13, o DataEsmael acertou na mosca a quantidade de manifestantes pró-golpe (clique aqui).

Usando vermelho para se diferenciarem dos “camisas amarelas” — ou coxinhas –, esses brasileiros também se levantaram contra o golpe e a favor da democracia.

Os números do DataEsmael estão dentro da margem de erro das ruas. A rigor, não há método científico que mensure multidões em espaços abertos.

A seguir, veja o relatório do DataEsmael por capital, em ordem alfabética:

Alagoas
Cidade: Maceió
60 mil pessoas

Amazonas
Cidade: Manaus
150 mil pessoas

Amapá
Cidade: Macapá
50 mil pessoas

Bahia
Cidade: Salvador
500 mil pessoas

Ceará
Cidade: Fortaleza
500 mil pessoas

Distrito Federal
Cidade: Brasília
150 mil pessoas

Espírito Santo
Cidade: Vitória
40 mil pessoas

Goiânia
50 mil pessoas

Maranhão
Cidade: São Luis
30 mil pessoas

Mato Grosso
Cidade: Cuiabá
50 mil pessoas

Mato Grosso do Sul
Cidade: Campo Grande
30 mil pessoas

Minas Gerais
Cidade: Belo Horizonte
300 mil

Pará
Cidade: Belém
130 mil pessoas

Paraíba
Cidade: João Pessoa
130 mil

Paraná
Cidade: Curitiba
130 mil

Pernambuco
Cidade: Recife
500 mil pessoas

Piauí
Cidade: Teresina
80 mil pessoas

Rio de Janeiro
Cidade: Rio de Janeiro
550 mil pessoas

Rio Grande do Norte
Cidade: Natal
130 mil

Cidade: Mossoró
25 mil pessoas

Rio Grande do Sul
Cidade: Porto Alegre
130 mil

Rondônia
Cidade: Porto Velho
30 mil pessoas

São Paulo
Cidade: São Paulo
1 milhão pessoas

Santa Catarina
Cidade: Florianópolis
80 mil pessoas

Sergipe
Cidade: Aracaju
90 mil pessoas

18 de Março de 2016
por esmael
13 Comentários

AO VIVO: marcha pelo “Fora Moro” em Curitiba #VemPraDemocracia

O Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, transmite ao vivo para o Brasil e o mundo marcha pelo “Fora Moro” e em defesa da democracia.

Cerca de 30 mil pessoas estão concentrada na Praça Santos Andrade (UFPR), de onde sairão em marcha até a Boca Maldita.

18 de Março de 2016
por esmael
1 Comentário

Um mar vermelho contra o fascismo no Brasil #NãoVaiTerGolpe

Bandeiras de movimentos populares tremulam nesta sexta-feira (18), de Norte a Sul, em nome do Estado Democrático de Direito. Um mar vermelho toma conta das principais ruas de todo país contra o perigo do fascismo e de ataque aos direitos fundamentais dos indivíduos brasileiros.

Em São Paulo, milhares já se concentram na Avenida Paulista, onde é esperado o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva — novo ministro da Casa Civil –, principal alvo da Lava Jato, força-tarefa que luta pela derrubada do governo democraticamente eleito da presidente Dilma Rousseff.

Em Curitiba, são esperadas 30 mil pessoas na primeira marcha do país pelo “Fora Moro”. A concentração dos manifestantes ocorre na Praça Santos Andrade (UFPR), de onde sairão em marcha até a tradicional Boca Maldita.

Belo Horizonte, Recife, Fortaleza, São Luís, Salvador, dentre outras capitais, também responde ao apelo em defesa da democracia.

18 de Março de 2016
por esmael
7 Comentários

#LulaMinistro: cai mais uma liminar

da Agência Brasil

O vice-presidente do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2), desembargador Reis Fride, no exercício da presidência, suspendeu hoje (18) a liminar concedida ontem (17) pela juíza Regina Coeli Formisano, da 6ª Vara da Justiça Federal no Rio de Janeiro, cancelando a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro-chefe da Casa Civil.

A decisão do desembargador foi proferida em pedido apresentado pela Advocacia Geral da União (AGU). A ação foi apresentada por Thiago Schettino Godim Coutinho e Murilo Antônio de Freitas Coutinho.

O presidente em exercício do TRF-2 afirmou ainda que a liminar da 6ª Vara Federal do Rio de Janeiro poderia provocar lesão à ordem e à economia públicas, “tendo em vista o risco de agravamento da crise político-social que a nação atravessa”.

Constituição

O tribunal, com sede no Rio de Janeiro, considerou que o juízo de primeiro grau não é competente para analisar um ato privativo de presidente da República. Para o TRF-2, somente o Supremo Tribunal Federal (STF) pode decidir se Lula continua ou não no cargo de ministro.

Na decisão, o desembargador afirmou que não cabe ao Judiciário fazer considerações de caráter político, já que deve se limitar a observar a correta aplicação das leis e da Constituição. Acrescentou que a liminar contra a nomeação de Lula poderia resultar em grave lesão à ordem e à economia públicas.

Segundo informações da assessoria de imprensa do TRF-2, não há outras liminares sendo analisadas no momento pelo órgão.

Lula tomou posse na quarta-feira (16). A AGU já requereu ao STF a suspensão de todas as demais ações de primeira instância contra a nomeação do ex-presidente para a Casa Civil.

Enquanto estiver no cargo de ministro, o ex-presidente tem

18 de Março de 2016
por esmael
4 Comentários

Curitiba realiza hoje primeira marcha no país pelo “Fora Moro”

O juiz Sérgio Moro será alvo nesta quinta-feira (18), em Curitiba, de megamanifestação de movimentos sociais, sindicatos e partidos políticas. Será o primeiro protesto popular no país pelo “Fora Moro”.

A marcha de logo mais, a partir das 18 horas, tem importância simbólica porque a capital paranaense sedia as operações da força-tarefa da Lava Jato. 

Nos meio político, jurídico, artístico, intelectual, o magistrado já não desfruta de unanimidade como dantes, pois o veem como autoritário e uma ameaça concreta ao Estado Democrático de Direito.

As forças vivas da sociedade enxergam o juiz e sua entourage não mais alguém que busca a justiça, mas, pelo contrário, derrubar um governo democraticamente eleito para instituir uma ditadura policialesca.

A concentração da manifestação “Fora Moro” ocorrerá às 18 horas na Praça Santos Andrade (UFPR) e, em seguida, a marcha rumará para a tradicional Boca Maldita — centro nervoso da política curitibana.

O primeiro “Fora Moro” do país ocorrerá em clima muito tenso. Em menos de 24 horas, a sede da Central Única dos Trabalhadores (CUT) foi alvo de ataques. A entidade é uma das organizadoras da manifestação de hoje.

O governador Beto Richa (PSDB), cujos correligionários tucanos e funcionários da comissionada “Tenda Digital” estão a serviço dos “camisas amarelas”, colocou ontem (17) a Polícia Militar de prontidão em Curitiba e na Região Metropolitana.

A expectativa é que ao menos 30 mil pessoas irão às ruas da capital paranaense nesta sexta-feira contra o golpe jurídico-midiático.

18 de Março de 2016
por esmael
16 Comentários

Dinheiro suspeito (caixa 2) financia manifestações de golpistas no país

Na noite desta quinta-feira (17) o DataEsmael contou cerca de 300 pessoas vestidas de “camisas amarelas” se concentrando em frente à Praça do Homem Nu, centro de Curitiba, em apoio ao juiz Sérgio Moro e o golpe contra a democracia – que eles também denominam de impeachment da presidente Dilma e contra a posse do ministro Lula na Casa Civil.

O que chamou a atenção não foi o fiasco de mais uma manifestação dos “camisas amarelas” – em alusão aos “camisas negras” das jornadas fascistas –, mas sim a estrutura de mobilização que os poucos gatos-pingados tinham e têm à sua disposição para lutar contra o governo democraticamente eleito. Nem o show do Rolling Stones possuía aparato de som e propaganda que dispõem os golpistas na capital paranaense ou “Capital da Lava Jato” como eles se orgulham nas redes sociais.

Dinheiro de caixa dois? De onde vem a bufunfa que patrocina os golpistas? A grana vem do estrangeiro? Podem eles utilizar verbas de origem duvidosa para supostamente combater criminosos, a exemplo de grampos ilegais para punir supostos crimes? Evidentemente que não, mas nesses tempos de fascismos tudo pode e [quase] tudo é acobertado pela carcomida mídia golpista.

Não há a quem recorrer para pedir investigação sobre a origem do dinheiro dos golpistas, pois eles se uniram à mídia e aos juízes que, aliás, ontem à tarde, em Curitiba, realizaram comício em frente à Justiça Federal em defesa da Lava Jato.

Parte dessa turma que organiza o movimento e grita “fora, Dilma” é composta de gente que tem problema na Justiça; outra é ligada a movimentos extremistas, fundamentalistas, com direito a financiamento público por meio de uma organização criminosa chamada “Tenda Digital” – da qual os leitores do Blog do Esmael já estão de saco cheio de tanto ouvir falar.

Mas os juízes estão atrás de um “mal maior”, que seria prender Lula e derrubar Dilma; possivelmente sonhem instituir uma “ditadura-jurídica-policial” para eles mesmos, haja vista o enfraquecimento dos partidos políticos.

Esse ativismo judicial da magistratura tem como objetivo a derrubada do governo constitucional, a tomada do poder, e nada a ver com democracia. Até mesmo o jornal Folha de S. Paulo, em editorial, na edição de hoje, vê excessos do juiz Sérgio Moro: “… não pode avançar à revelia das garantias individuais e das leis em vigor no país”, diz o jornalão dos Frias, que sabe do que fala porque na década de 60 apoio o golpe que re

18 de Março de 2016
por admin
9 Comentários

Coluna do Bruno Meirinho: Segredos íntimos ou o que tem a ver o grampo de Nixon com Dilma?

Bruno Meirinho*

A divulgação das gravações de conversas entre Lula e a presidenta Dilma e outros interlocutores pelo juiz federal Sergio Moro, da Lava-jato, é o fato derradeiro que demonstra a incapacidade deste juiz para julgar o processo.

Confesso: no princípio eu lhe dei o benefício da dúvida. O julgamento de figuras de alto escalão de governistas e empreiteiras não era, por si só, circunstância suficiente para caracterizar a suspeição do magistrado. Afinal, certamente os governos Lula e Dilma se caracterizaram mais pela entrega ao fisiologismo (chamado de governabilidade) do que pela fidelidade programática. O envolvimento em esquemas de corrupção seria mera decorrência dessa escolha.

Sem descartar que crimes tenham sido cometidos e devam ser investigados, a permanência de Moro à frente desse processo é um desserviço às instituições e à própria elucidação dos fatos. A veiculação de gravações ilícitas feitas sob sua jurisdição causaram graves danos a todos os envolvidos, e não comprovaram nada. Moro sabe que um fato consumado vale mais do que a legalidade, e, se for mantido na função, será um exemplo de que a atuação ilegal de juízes “vale a pena”, se os fins inconfessáveis justificarem os meios.

Moro tem posição prévia sobre esse caso. Não exibe, de forma objetiva, capa

18 de Março de 2016
por esmael
3 Comentários

CUT-PR sofre 2º ataque fascista em menos de 24 horas

A sede da Central Única dos Trabalhadores, seção Paraná, a CUT-PR, em Curitiba, foi alvo de um segundo ataque de fascistas em menos de 24 horas.

A presidente da CUT-PR, Regina Cruz, informou ao Blog do Esmael que artefato explosivo foi afixado no portão do prédio na Rua João Manoel, 444, no bairro São Francisco.

“Os vizinhos nos avisaram porque o estrondo foi muito forte, por volta das 21h30”, contou a dirigente, que chamou a Polícia.

Na madrugada desta quinta-feira (17), as sedes da CUT e do PT, relativamente próximas, foram alvejadas por fascistas estimulados pela Rede Globo de Televisão.

Ao longo da noite de ontem (16), após o juiz Sérgio Moro vazar áudios de grampos contra a presidente Dilma e o ex-presidente Lula, a TV Globo estimulou convulsão social com o intuito de promover contra a democracia.

Nesta sexta-feira (18), movimentos sociais e a central saem às ruas da capital paranaense contra o golpe à democracia.