Por Esmael Morais

Corrupção no governo Beto Richa é melhor que as outras? Por quê?

Publicado em 11/03/2016

Com base na gravidade dos desvios na Receita Estadual apurados pelo Gaeco, na Operação Publicano, os deputados de oposição tentam novamente emplacar uma CPI sobre o tema. A primeira tentativa de instalação de uma comissão parlamentar para investigar o caso está completando um ano. Assim como em 2015, a maioria dos deputados se recusa a assinar o requerimento.

É que as revelações dos auditores fiscais no caso apontam para o Palácio Iguaçu. Há fortes indícios de que a propina arrecadada ajudou a financiar a reeleição do governador Beto Richa (PSDB). Por isso os deputados governistas, a tal “Bancada do Camburão”,  fazem de tudo para evitar as investigações e a exposição do caso.

O problema é que os deputados que escondem a sujeira do governos estadual, são os mesmos que fazem discursos inflamados contra as denúncias de corrupção no governo federal. Muitos estarão nas ruas no domingo (13) para combater a corrupção(!), mas só a federal. A do Beto Richa tá liberada.

Confia abaixo o vídeo de um discurso do deputado estadual Requião Filho (PMDB) denunciando a hipocrisia dos deputados da “Bancada do Camburão”:

Assinaram o requerimento pela abertura da CPI os seguintes deputados:

  1. Anibelli Neto (PMDB)
  2. Gilberto Ribeiro (PSB)
  3. Márcio Pacheco (PPL)
  4. Nelson Luersen (PDT)
  5. Nereu Moura (PMDB)
  6. Péricles De Mello (PT)
  7. Prof. Lemos (PT)
  8. Requião Filho (PMDB)
  9. Tadeu Veneri (PT)
  10. Tercilio Turini (PPS)

Não assinaram o requerimento: 

  1. Adelino Ribeiro (PSL)
  2. Ademar Traiano (PSDB)
  3. Ademir Bier (PMDB)
  4. Alexandre Curi (PMDB)
  5. Alexandre Guimarães (PSC)
  6. André Bueno (PDT)
  7. Artagão Júnior (PMDB)
  8. Bernardo Ribas Carli (PSDB)
  9. Cantora Mara Lima (PSDB)
  10. Chico Brasileiro (PSD)
  11. Claudia Pereira (PSC)
  12. Cobra Reporter (PSC)
  13. Cristina Silvestri (PPS)
  14. Dr. Batista (PMN)
  15. Elio Lino Rusch (DEM)
  16. Evandro Araújo (PSC)
  17. Evandro Júnior (PSDB)
  18. Felipe Francischini (SD)
  19. Fernando Scanavaca (PDT)
  20. Francisco Buhrer (PSDB)
  21. Gilson De Souza (PSC)
  22. Guto Silva (PSC)
  23. Hussein Bakri (PSC)
  24. Jonas Guimarães (PMDB)
  25. Luiz Carlos Martins (PSD)
  26. Luiz Claudio Romanelli (PMDB)
  27. Marcio Nunes (PSC)
  28. Marcio Pauliki (PDT)
  29. Maria Victória (PP)
  30. Mauro Moraes (PSDB)
  31. Nelson Justus (DEM)
  32. Ney Leprevost (PSD)
  33. Palozi (PSC)
  34. Paranhos (PSC)
  35. Pastor Edson Praczyk (PRB)
  36. Paulo Litro (PSDB)
  37. Pedro Lupion (DEM)
  38. Plauto Miró Guimarães (DEM)
  39. Rasca Rodrigues (PV)
  40. Ricardo Arruda (PSC)
  41. Schiavinato (PP)
  42. Tiago Amaral (PSB)
  43. Tião Medeiros (PTB)
  44. Wilmar Reichemback (PSC)