7 de março de 2016
por Esmael Morais
6 Comentários

AO VIVO: ato em defesa da liberdade de expressão; direto de São Paulo

O Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, transmite ao vivo para o Brasil e o mundo ato público promovido por blogs livres em favor da liberdade de expressão e defesa da democracia.

O evento desta noite ocorre num contexto de tentativa de golpe no país, sequestro do ex-presidente Lula, e de cerceamento à livre opinião da blogosfera.

O encontro reunirá jornalistas, blogueiros, artistas, intelectuais, partidos políticos, parlamentares e entidades da sociedade civil.

Dentre os convidados estão: Roberto Requião (PMDB-PR); Jandira Feghali (PCdoB-RJ); Paulo Pimenta (PT-RS); Camila Marques (Artigo 19); Rosane Bertotti (FNDC); Celso Schröder (Fenaj); e Lindbergh Farias (PT-RJ).

No fim do fevereiro, a Globo tentou intimidar blogueiros que denunciaram um triplex de propriedade dos Marinhos na praia de Paraty. O imóvel está em nome de uma offshore com sede no Panamá, América Central.

Além disso, a emissora fluminense apontou este fim de semana o blogueiro paulistano Eduardo Guimarães, o Edu, como suposto autor do vazamento da 24a fase da Lava Jato.

Estranhamente, a Globo foi a única emissora que conseguiu adentrar na sala secreta da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba. Por quê? Ou melhor: quem tem mais acesso a informações sigilosas da Polícia Federal, Edu ou a TV dos Marinhos?

A seguir, assista ao vivo pela TV 15:

Leia mais

7 de março de 2016
por admin
3 Comentários

Mobilização do Dia Internacional da Mulher também fará defesa de Lula

A tradicional mobilização do Dia Internacional da Mulher nesta terça-feira, 8 de março, em Curitiba, terá início às 16 horas. A concentração será em frente à Copel, na Rua Coronel Dulcídio número 800. A organização do evento decidiu seguir em caminhada até a Boca Maldita, centro nervoso da política paranaense.

Mas, além da questão de gênero e do combate à violência contra a mulher, os movimentos sociais farão a defesa do ex-presidente Lula que na última sexta-feira (4) foi vítima de sequestro pela Operação Lava-Jato.

A decisão de incluir a defesa de Lula na mobilização foi tomada na última sexta-feira numa plenária realizada em Curitiba pelo Fórum de Lutas 29 de Abril e pela Frente Brasil Popular.

Participarão da mobilização desta terça as centrais sindicais, sindicatos, entidades estudantis e movimentos populares em geral.

Serviço: Dia Internacional da Mulher
Data: terça-feira, 08 de março
Horário: 16h (concentração)
Local: Copel, Coronel Dulcídio 800, Bairro Batel.

As informações são da CUT-PR.

Leia mais

7 de março de 2016
por Esmael Morais
13 Comentários

Sequestro de Lula e tentativa de golpe ofuscam janela da infidelidade

Ela vai se fechar e poucos se darão conta de que esteve aberta um dia: a janela da infidelidade, que permite ao político trocar de sigla sem que seja punido com a perda do mandato.

O sequestro do ex-presidente Lula e a tentativa de golpe de Estado, numa articulação diabólica entre setores do judiciário e da mídia, ganhou a atenção majoritária da frente política e dos brasileiros.

Não há ainda um balanço parcial do troca-troca partidária, mas, estima-se, poderá ficar aquém do que se previa anteriormente. De 10 a 20% deverão pular a janela da infidelidade até o próximo dia 12.

No Paraná, a principal pulada de janela – antigamente era cerca – foi protagonizada pelo deputado licenciado Ratinho Júnior. Ele trocou o PSC pelo PSD, mas já tem problemas na nova agremiação.

Segundo uma fonte do Blog do Esmael que frequenta a toca de Ratinho, o pai Ratão esteve com o presidente nacional do PSD, ministro Gilberto Kassab (Cidades), para reivindicar a presidência estadual da sigla. Hoje, o partido é comandado pelo secretário da Casa Civil, Eduardo Sciarra, que não quer largar o osso.

Além disso, os remanescentes do PSD temem o rumo que Ratinho Júnior tomará nas eleições de 2016 – um deles, transformar a legenda em linha auxiliar do governador Beto Richa (PSDB) na eleição de Curitiba.

Para complicar o “jogo do bicho”, há quem proclame que Ratinho Junior, por conta de Kassab, passe defender a presidente Dilma Rousseff. O PSD é da base de sustentação do governo federal no Congresso.

Também bateu na trave a transferência do deputado Fernando Francischini do SD para o PSC, pois, bem no dia que sacramentaria a migração saiu reportagem na IstoÉ apontando-o como cobrador de “pedágio” para não convocar à CPI da Petrobras.

Pastor Everaldo, o presidente nacional do PSC, antigo partido de Ratinho e novo de Bolsonaro, puxou o freio de mão. Deixou Batman na saudade.

Leia mais

7 de março de 2016
por admin
1 Comentário

Artigo de Rui Falcão: ‘O sequestro de Lula e o saudosismo de 1964’

Leia a seguir o artigo de Rui Falcão publicado nesta segunda-feira no portal do PT:

O sequestro de Lula e o saudosismo de 1964

A oposição conservadora e seus parceiros na mídia monopolizada estão assanhados. Comemoram a condução coercitiva do companheiro Lula (um eufemismo para sequestro, que afrontou a Constituição e pisoteou a democracia) como se fora a antessala do fim do PT, do declínio do melhor presidente que o Brasil já teve e, por que não, do encerramento antecipado do governo Dilma.

Incomodados com a reação popular solidária ao Lula, burocratas de vários órgãos do aparelho de Estado incensados por jornalistas de direita apelam aos militares, invocando um artigo da Constituição, a qual recitam de manhã para rasgar à tarde. Numa ação coordenada, pretendem transformar os manifestantes do dia 13 de março, nos golpistas de 1o. de abril de 1964, que instauraram uma ditadura sanguinária no País.

Vamos continuar em vigília permanente, mobilizados e prontos para continuar lutando pelo nosso projeto, pela democracia, contra o golpe, em defesa do Lula, do governo Dilma e de mudanças na atual política econômica.

Vamos participar, organizadamente, das manifestações do dia 8 de Março, Dia Internacional da Mulher, e das datas convocadas pela Frente Brasil Popular: 18 e 31 de março.

Leia mais

7 de março de 2016
por Esmael Morais
10 Comentários

Requião propõe votação nominal na convenção nacional do PMDB

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) levará à convenção nacional neste sábado (12), em Brasília, a proposta de votação nominal para a escolha dos novos integrantes do partido.

O senador paranaense esteve no último sábado (5) no encontro regional do PMDB Sul — Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul — onde defendeu a permanência do vice-presidente da República, Michel Temer, à frente da legenda.

Entretanto, Requião  disse discordar de um “prato feito” para escolha do novo diretório. “Não concordaremos com um acordo entre alguns iluminados. Queremos que a base do partido escolha sua direção nacional”, voltou a propor nesta segunda-feira (7) em Curitiba.

Na carta de Porto Alegre, aprovada no encontro sulista, dirigentes propõe que o PMDB “se afaste dessa desastrosa condução do país e atue de forma independente do governo federal”.

“Temos que desembarcar do governo e construir a unidade em torno do vice-presidente Michel Temer e da direção nacional do partido para socorrer o Brasil e ajudá-lo a sair do precipício onde se encontra”, afirma um trecho da “Carta do Sul”.

“Para deixar o governo, basta o Temer renunciar a vice”, sugeriu o senador do Paraná.

O senador Roberto Requião foi vaiado no encontro peemedebista ao se posicionar contra a condução coercitiva do ex-presidente Lula, na sexta (4). “Como advogado garantista não posso concordar que alguém seja preso ou conduzido coercitivamente sem a intimação”, discursou sob apupos da plateia majoritariamente gaúcha.

No sábado, pelo Twitter, Requião classificou a condução coercitiva de Lula como “sequestro”.

Assista ao vídeo o vídeo do encontro do PMDB SUL:

Leia mais

7 de março de 2016
por admin
7 Comentários

STF publica acórdão sobre rito do impeachment

via Brasil 247.

O Supremo Tribunal Federal (STF) publicou nesta segunda-feira, 7, o acórdão da decisão que barrou o rito do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, estabelecido pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB).

Entre outros pontos, o STF decidiu que a comissão especial da Câmara para analisar o impeachment só pode ser formada por indicados por líderes de partidos, sem chapas avulsas, ao contrário do que quer o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A Corte também decidiu reconhecer o poder do Senado de recusar a instauração do processo, mesmo após a Câmara aprovar, por ao menos 2/3 de seus membros (342 dos 513 deputados), a abertura do impeachment.

Cunha entrou com recurso antes mesmo da divulgação do acórdão. O recurso apresentado pelo presidente da Câmara questiona três pontos da decisão tomada pelos ministros em plenário: os vetos à chapa alternativa e ao voto secreto para eleição da comissão especial e, por último, a decisão de dar ao Senado poder para rejeitar o processo de impeachment.

Por terem sido apresentados antes da publicação do acórdão, os embargos de Cunha correm o risco de não serem analisados pelo Supremo.

Leia mais

7 de março de 2016
por Esmael Morais
2 Comentários

Gleisi Hoffmann assume Comissão de Assuntos Econômicos do Senado

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) será confirmada amanhã, dia 8 de março, como a nova presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado da República.

A data foi escolhida para homenageá-la no Dia Internacional da Mulher.

O cargo era ocupado pelo senador Delcídio Amaral (PT-MS), que deixou a comissão depois que foi preso pela Lava Jato.

De acordo com os critérios de proporcionalidade, cabe ao PT a indicação do presidente da importante comissão.

Gleisi é parlamentar da linha “desenvolvimentista”, ou seja, que defende a produção e o emprego em detrimento da especulação financeira. Portanto, trata-se de uma mudança alvissareira para a economia nacional.

Leia mais

7 de março de 2016
por admin
22 Comentários

Em giro pelo interior, Beto Richa colhe vaias e protestos; assista ao vídeo

O governador Beto Richa (PSDB) visitou algumas cidades do interior do Paraná na quinta (3) e sexta-feira (4) da semana passada. Embora esteja com o governo mergulhado na lama da corrupção, o tucano defendeu “punição exemplar” aos denunciados na operação Lava Jato ao comentar o sequestro do ex-presidente Lula.

Sempre tentando reaver um pouco da popularidade perdida com as ações desastrosas de seu governo, Richa atrai protestos por onde passa. Mesmo cercado por forte aparato policial, que impede a aproximação de qualquer pessoa não alinhada a ele, os constrangimentos são inevitáveis.

Foi assim nos municípios de União da Vitória e Telêmaco Borba, na quinta-feira (3).

Nas duas cidades os compromissos foram para a “inauguração” de Batalhões da Polícia Militar que ainda nem existem. Segundo a população de Telêmaco, o futuro batalhão da cidade vai servir mesmo é para defender o patrimônio da empresa Klabin.

Na sexta-feira (4) os compromissos do governador foram em Maringá e Umuarama. Em ambas as cidades, Richa participou de inaugurações de equipamentos hospitalares. Em Umuarama, mesmo afastadas por uma cerca montada pela PM, os manifestantes fizeram bastante barulho, atrapalhando o discurso de Richa. Confira a seguir.

Além do tradicional “Fora Beto Richa”, os manifestantes gritavam a seguinte palavra de ordem: “Esse é o governador, que bate em professor”.

Leia mais

7 de março de 2016
por Esmael Morais
7 Comentários

Trabalhadores do Brasil se preparam para barrar golpe jurídico-midiático

O frustrado golpe jurídico-midiático expresso no sequestro do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sexta-feira (4), deixou evidente a importância estratégica de sindicatos, centrais sindicais e movimentos sociais para barrar retrocessos democráticos no país.

Os trabalhadores foram os primeiros a se mobilizarem contra a parceira Moro-Globo em São Bernardo do Campo, São Paulo e demais capitais e cidades brasileiras. Até os cães de guarda da velha mídia se surpreenderam com a rápida resposta, nas ruas, da companheirada do ex-presidente.

A partir dessa tentativa de golpe, o movimento sindical deve refletir agora: ‘se está ruim com o governo Dilma, pode piorar muito mais ainda num golpe jurídico-midiático no país’.

O desafio, portanto, é utilizar essa energia aflorada para inverter a pauta conservadora no Congresso em relação à economia e à política. Há uma agenda de mobilizações sendo gestada pela Frente Brasil Popular (FBP), que deve sacudir o país inteiro.

Os representantes dos trabalhadores vão cristalizando a consciência de que vivem sob indisfarçável censura dos monopólios de comunicação quando o assunto é “direitos sociais”. Os barões da velha mídia sempre se perfilarão ao lado do poder econômico para subjulgar a classe laboral, sobretudo politicamente.

A tarefa posta aos trabalhadores brasileiros é muito mais do que defender a democracia, a legalidade, e as conquistas sociais: apresentar um novo projeto de desenvolvimento nacional que contemple o povo e garanta a paz.

Dilma criticou neste sábado o “espetáculo” da operação da 24ª fase da Lava Jato ao afirmar que Lula é muito importante para o país e para os trabalhadores. Ela tem razão, pois a barbeiragem do juiz Sérgio Moro — e da aliada Globo — enseja um “cavalo de pau” nesse status quo.

Leia mais

7 de março de 2016
por Esmael Morais
8 Comentários

‘Objetivo da Lava Jato é político: tirar Lula da disputa de 2018’, revela Folha

do Brasil 247

Integrantes da força-tarefa do Ministério Público Federal já consideram a possibilidade de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja alvo de uma ação civil de improbidade administrativa, que pode tirá-lo do jogo político de 2018.

Na Lava Jato, já estão em curso cinco ações de improbidade com pedidos de decretação de inelegibilidade por até dez anos contra acusados, segundo reportagem de Bela Megale e Flavio Ferreira.

Lula pode ser acusado caso fique comprovado que empreiteiras envolvidas no esquema de corrupção na Petrobras pagaram custos de obras do sítio frequentado por ele em Atibaia (SP) no final de 2010, quando ainda era presidente.

Em petição ao Supremo Tribunal Federal, os advogados do ex-presidente alegaram que ele só soube da aquisição do imóvel em janeiro de 2011.

Dirigentes do PT e a própria presidente Dilma Rousseff tem declarado que o verdadeiro objetivo da ‘caçada’ a Lula é impedir sua candidatura. Após ação da PF nesta sexta-feira, com mandado de condução coercitiva pedido pelo juiz Sérgio Moro, ex-presidente disse em coletiva que “não vai baixar a cabeça” e que, a partir da semana que vem, está disposto a discursar pelo país: “O que fizeram com esse ato hoje foi fazer com que, a partir da semana que vem, me convidem, que eu estarei disposto a andar esse país”(leia aqui).

Leia mais

7 de março de 2016
por admin
9 Comentários

Coluna da Gleisi Hoffmann: Quem vai acalmar o país agora?

Download áudio

Gleisi Hoffmann*

O sequestro de Lula foi uma operação política, midiática e inconstitucional. Incendiou os ânimos da militância de parte a parte e colocou a sociedade em estado de ebulição política. A situação ficou tão grave que o próprio juiz Sérgio Moro, que fala que só se manifesta nos autos, soltou uma nota para justificar o feito.

Disse que não havia antecipação de culpa, que a medida visava apenas esclarecimentos da verdade e que foram tomados cuidados para preservar a imagem do ex -presidente Lula(?). Repudiou ainda “atos de violência”.

Para tomar um depoimento à bem da verdade precisa o Ministério Público mobilizar 200 policiais federais, helicópteros, carros, naquela quantidade? Uma intimação juridicamente sustentada não teria chegado ao mesmo resultado, sem grandes gastos, comoção e insuflação política?!

A dita condução coercitiva está sendo objeto de discordância e críticas por vários juristas: “Condução coercitiva? O que é isso? Eu não compreendi. Só se conduz coercitivamente ou, como se dizia antigamente, debaixo de vara, o cidadão que resiste e não comparece para depor. E o Lula não foi intimado”, disse o ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio Mello. Ele não é petista!

Celso Antônio Bandeira de Mello, conceituado jurista, que também não é petista, foi na mesm Leia mais

7 de março de 2016
por admin
21 Comentários

Coluna do Luiz Cláudio Romanelli: O País dividido, coxinhas X petralhas

“No fim da tarde, nossa mãe aparecia nos fundos do quintal:
meus filhos, o dia já envelheceu, entrem pra dentro”
Manoel de Barros

Luiz Cláudio Romanelli*

Os fatos políticos da última semana que ocuparam todos os espaços dos noticiários apontam para um quadro que clama por muita atenção de todos. Vive-se em tempos de briga de torcida na política. É um clima em que se perde o espaço para o diálogo na construção de consensos eletivos que podem enfrentar a crise, que se institucionaliza — e a qual requer muito, mais muito mesmo, empenho e desprendimento de todos os atores sociais.

É também um tempo de tristeza com tudo o que está acontecendo com o país na jovem e incipiente democracia. Há situações intoleráveis, situações de indignação, de desencanto, de degradação da moral pública, de esmorecimento de sonhos e de um flerte muito perigoso com o retrocesso político.

Não podemos permitir a volta daquilo que combatemos e vencemos, mas que custou a vida de muitos. Não se pode perder no horizonte e nem retroceder décadas de conquistas sociais, de políticas compensatórias, transferência de renda e de acesso ao ensino superior porque estão vinculados a este ou aquele projeto político. O bom combate político não pode ter espaço para satanização das conquistas históricas que permitiram a inserção social de camadas mais pobre da população que antes vivia em condições extrema penúria e de abandono. Leia mais