Vem aí a “OPERAÇÃO MÍDIA NEGRA”

midia_negra_gaecoO presidente da Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), Ademar Traiano (PSDB), recebeu em almoço nesta quinta-feira (18) os barões da mídia do estado que foram ouvir como seriam distribuídos R$ 25 milhões de propaganda para melhorar a imagem da Casa e da “Bancada do Camburão”.

O presidente da ALEP chegou a anunciar em dezembro do ano passado, na abertura do Congresso de Radiodifusores, em Foz do Iguaçu, o formato licitação e da distribuição da verba publicitária: 70% para as tevês, 20% para as rádios, e 10% para os jornais. Isto, antes de estourar o escândalo da Operação Quadro Negro.

Agora, segundo orelha seca do Blog do Esmael, a ideia da ALEP é devolver um “chequão” daqueles carimbado para a Secretaria de Estado da Comunicação Social, que seria a responsável pela partilha entre os donos de TVs, rádios e jornais.

Incrivelmente, o modus operandi é muito parecido com aquele que deu quiproquó danado na construção de escolas, ou melhor, o desvio de recursos que originou a Operação Quadro Negro.

Em virtude dessa semelhança, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) estuda preparar nova operação que já tem até nome: “OPERAÇÃO MÍDIA NEGRA”.

O primeiro-secretário da Assembleia, Plauto Miró (DEM), não participou do almoço desta quinta com os barões da mídia. Será que ele concorda com Traiano?

Comentários encerrados.