Por Esmael Morais

“Richa achou que estava recebendo voz de prisão em solenidade do TRE”, relata deputado do PMDB

Publicado em 13/02/2016

A solenidade de posse de Kepen, além do governador do Paraná, reuniu à mesa o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Dias Toffoli, o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF).

“O governador Beto Richa tinha certeza que a conversa era com ele, que foi solenemente ignorado. O único que o citou foi o ministro Dias Toffoli, momento em que o tucano achou que estava recebendo voz de prisão”, relatou o deputado Nereu Moura.