Coluna do Jorge Bernardi: Prefeito do PSDB usa Beto Richa para perseguir adversários políticos

exilio

Em sua coluna semanal, o vereador de Curitiba Jorge Bernardi (REDE) denuncia o prefeito de Reserva do Iguaçu, que, segundo ele, persegue implacavelmente seus adversários políticos. Bernardi afirma que o prefeito Emerson Ribeiro (PSDB) confia na impunidade se dizendo protegido pelo governador Beto Richa (PSDB). Segundo Bernardi, adversários políticos deixaram a cidade após ameaças, e houve até um caso de assassinato não esclarecido. Bernardi também cita o caso de uma servidora concursada, com 19 anos de serviços prestados à prefeitura, que está há oito meses sem qualquer atribuição, olhando para as paredes numa sala vazia, por determinação do prefeito. Segundo o vereador, esse é um retrato do Paraná profundo, que está se tornando uma terra sem leis. Leia, ouça, comente e compartilhe.

Download áudio

Jorge Bernardi*

O Paraná profundo está se tornando uma terra sem leis. O prefeito de Reserva do Iguaçu, Emerson Ribeiro (PSDB), cidade há 350 km de Curitiba, na região sudoeste, persegue, implacavelmente, os adversários políticos. Ele confia na impunidade, tendo a proteção e as costas quentes pelo correligionário Beto Richa, governador do Estado.

O empresário, Geovane Fortes de Lara que deveria depor contra o prefeito Emerson Ribeiro, na Comarca de Pinhão, por compra de votos, foi misteriosamente assassinado com 16 tiros, em agosto de 2013, em sua loja em Rio Bonito do Iguaçu. Passados mais de 2 anos, a polícia ainda não descobriu a autoria do crime.

O empresário havia poucos meses deixado Reserva do Iguaçu após receber ameaças. A esposa e o filho de Geovane Fortes Lara, desesperados, e com medo que lhes acontecesse algo, foram embora para o estado do Pará.

A família do ex-prefeito da cidade, Sebastião Campos, também foi embora depois de receber ameaças de morte. O clima na pequena Reserva do Iguaçu de cerca 7,5 mil habitantes, e que vive basicamente da agricultura familiar, e tem no seu território a Usina de Segredo, é de terror. Funcionários da Prefeitura estão sendo perseguidos, colocados em desvio de função, sofrendo assédio moral de toda ordem.

Este é o caso da oficial administrativa Juliana Barboza Sydor, concursada, com 19 anos de atuação na Prefeitura, que ocupa uma sala e não tem atribuição nenhuma já há 8 meses. Desde o dia em que ela denunciou, em assembleia do Fundo de Previdência dos Funcionários Municipais, onde era diretora, de que o prefeito Emerson Ribeiro não estava fazendo os repasses das contribuições dos servidores e da Prefeitura ao órgão previdenciário.

Como represália Juliana Sydor foi deslocada de suas funções e passa o dia fechada sem ter nada o que fazer, já que não lhe dão serviço algum, olhando para as paredes cumpre o seu exílio laboral. A pacata e tranquila Reserva do Iguaçu, não é mais a mesma. Há um clima de perseguição e ameaça no ar.

O Paraná, infelizmente, parece que, no Governo Beto Richa está regredindo décadas, quando no estado imperava a lei do mais forte, dos detentores do poder, sem Justiça. Os paranaenses sentem saudades do ex-governador José Richa, pai do atual governador, que pôs fim a todas estas velhas práticas na política do estado.

*Jorge Bernardi, vereador de Curitiba (REDE), é advogado e jornalista. Mestre e doutorando em gestão urbana, ele escreve aos sábados no Blog do Esmael.

13 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Assédio moral, ela está precisando de um advogado!

  2. Nunca na história do parana poderíamos imaginar,ter como governo e governantes Municipais incluindo a capital do estado tantos políticos de mal gestão,vendem a alma para o diabo depois querem de volta.

  3. Aqui na cidade de santa Isabel do oeste não é diferente os agiotas e membros aposentados da PM junto com a cívil fazem a mesma prática.

  4. Bater em professores e se achar inocente; ameaçar (matar?) e ter proteção do Estado; ter prefeito preso na coleira por assassinato, tem nome: PSDB. Não precisa dizer mais nada.

  5. Parabéns Juliana pela coragem! Reserva do Iguaçu vive um momento triste. Os dois hospitais da região que atendem o município não recebem a meses. O hospital de Pinhão, não recebe deste setembro de 2015. Não ha remédios nos postos de saúde, a merenda nas escolas é escassa, a perseguição politica aos funcionários que denunciam abusos de poder e de falcatrua (só com Fundo de Previdência município deve mais de 3 milhões de reais, inclusive da PARTE RETIDA DOS FUNCIONÁRIOS – UM ABSURDO! APROPRIAÇÃO INDÉBITA), e principalmente o descaso total com a população mais necessitada…

  6. o beto sempre usou vira latas rabujentos para atacar os adversários.

  7. Lembro um fato bem parecido que aconteceu no interior do estado ali bem próximo a UNIÃO da vitoria digo em bituruna,um tal prefeito conhecido como TEIMOSO,fez da mesma pratica então la avia uma casinha que a mando dele pessoas ficava por dias sem fazer nado,já a justiça não sabia ou fez de conta que não sabia ou ouviu dizer.

  8. DOS TUCANOS NÃO ESPERA-SE NADA DE BOM ALÉM DE SEREM PARTE DA DITADURA SÃO PREDADORES, COLOCARAM O NOME CERTO TERMINAR COM TUDO QUE É DO POVO É SER PREDADORES MESMO!!!!

  9. Escravidão, abuso de poder,certeza da impunidade como exemplo beto lixo,onde tu andas justiça do nosso pais,justiça como ontem fez GILMAR MENDES,este e partidário parcial e CORRUTO,e isso que estamos vendo a cada dia da nossa justiça,justiça parcial e partidária o badalo só bate dum lado,para um tudo que faz e desvio caixa 2 ja para outro nada se faz nada se comenta,mesmo ambos terem recebido suposto dinheiro das mesma corrupção. .

  10. este que servem ao psdb,e perseguem o pt não tem vergonha nem caráter para servir ou ser servidores públicos,esta pratica já acontece algum tempo em outros municípios lamentável que estes em sua maioria são do psdb,também são eles em sua maioria declarados Ficha limpa pela nossa justiça eleitoral,estes se declaram que são a favor do brasil,o brasil deles e de joelhos para seus desmando.

  11. Assim que se faz. Destruir a carreira de um tungano no ninho. Na prefeitura.

    Quanto à moça sem tarefas…..ver todos os estatutos de funcionários públicos. E crimes de administradores….possível processar e ser indenizada. Houve um concurso, uma descrição de cargo e uma tarefa. Vale como se fosse um contrato. Se não deram a tarefa descumpriram o contrato. Pode procurar advogado que ganha.

  12. Infelizmente ainda acontece esse tipo de coisa!!!!

  13. Lamentável!! mas é verdadeiro. Não é a Única.