Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

Polícia Federal irá investigar FHC por pagamentos a Mirian Dutra

via Brasil 247.

A Polícia Federal decidiu investigar o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso por envio de dinheiro à sua ex-amante, Mirian Dutra, no exterior; em entrevistas, a jornalista revelou que FHC depositou US$ 100 mil na conta da empresa Brasif, controladora de free shops em aeroportos do País, que repassava mensalmente a ela por meio de um contrato fictício de trabalho, nunca cumprido; Mirian morava na Espanha com o filho Tomás, que diz ser de FHC.

A Polícia Federal decidiu investigar o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso por envio de dinheiro à sua ex-amante, Mirian Dutra, no exterior; em entrevistas, a jornalista revelou que FHC depositou US$ 100 mil na conta da empresa Brasif, controladora de free shops em aeroportos do País, que repassava mensalmente a ela por meio de um contrato fictício de trabalho, nunca cumprido; Mirian morava na Espanha com o filho Tomás, que diz ser de FHC.

A Polícia Federal decidiu investigar o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso por repasses feitos pelo tucano à sua ex-amante, Mirian Dutra, no exterior, entre 2002 e 2006.

Em entrevistas recentes à imprensa, a jornalista, que trabalhou 35 anos na TV Globo, revelou que FHC lhe pagava uma mesada por meio da empresa Brasif, que controlava free shops nos aeroportos brasileiros.

Segundo a jornalista, o tucano teria depositado US$ 100 mil na conta da Brasif, que repassava a ela mensalmente, em parcelas de US$ 3 mil, por meio de um contrato fictício de trabalho que nunca foi cumprido.

À época, Mirian vivia na Espanha com o filho Tomás. Pela Globo, ela também morou em Londres e em Lisboa, mas seu trabalho dificilmente era veiculado na emissora, como relatou em uma entrevista à revista Brazil com Z.

Em nota, a Brasif confirmou ter contratado a jornalista Mirian Dutra Schmidt, em 2002, mas negou participação do ex-presidente na contratação ou no depósito de dinheiro na conta da empresa para ser repassado a ela.

A empresa também disse que a contratação de Mirian foi uma indicação de Fernando Lemos, cunhado da jornalista. A nota informa que a Brasif Duty Free Shop e a Eurotrade Ltd foram vendidas em 2006.

A jornalista diz que Tomás é filho de FHC, mas dois exames de DNA deram resultado negativo. Nesta mesma entrevista, ela sugere que o ex-presidente possa ter comprado o exame e nega que o tucano tenha alguma vez reconhecido a paternidade, conforme já foi divulgado.

Nesta semana, deputados do PT e do PCdoB foram ao Ministério da Justiça apresentar formalmente um pedido de investigação sobre as denúncias de Mirian Dutra contra Fernando Henrique.

Comentários desativados.