Marcelo Belinati flerta com o PMDB

Deputado federal João Arruda realiza tratativas visando à migração do colega de parlamento, Marcelo Belinati, para o PMDB; deputado e médico disputará a Prefeitura de Londrina em 2016; movimentação peemedebista tem como objetivo ganhar musculatura para a volta do senador Roberto Requião ao Palácio Iguaçu, em 2018.

Deputado federal João Arruda realiza tratativas visando à migração do colega de parlamento, Marcelo Belinati, para o PMDB; deputado e médico disputará a Prefeitura de Londrina em 2016; movimentação peemedebista tem como objetivo ganhar musculatura para a volta do senador Roberto Requião ao Palácio Iguaçu, em 2018.

O deputado federal Marcelo Belinati, pré-candidato a prefeito de Londrina, estuda trocar o PP pelo PMDB. Nos próximos dias, ele analisará o quadro com correligionários antes de bater o martelo.

O parlamentar deverá aproveitar a janela partidária — Emenda Constitucional 91/2016 –, que possibilita a troca de legenda até 19 de março sem que seja punido com a perda de mandato.

Belinati tem intensificado contatos com o também deputado federal João Arruda, secretário-geral do PMDB do Paraná e coordenador da bancada paranaense no Congresso Nacional.

Os dois lados confirmam que há conversas nesse sentido e dizem que “as janelas estão abertas”.

Além de Marcelo Belinati, o ex-prefeito de Maringá e ex-secretário de Estado do Planejamento, Silvio Barros II, também está de malas prontas para o PMDB.

A movimentação peemedebista visa ganhar musculatura para a volta do senador Roberto Requião ao Palácio Iguaçu, em 2018.

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Um grande nome e alavanca muito para a campanha do Requião em 2018, tendo o prefeito das principais cidades do interior no partido. A chance dele virar o prefeito é enorme. Mesmo carregando esse nome de Belinati dizem que é totalmente oposto ao Tio tranqueira.

  2. É a janela da infidelidade.
    O povo quis a “reforma” política, mas esqueceu de
    avisar que era para melhor, e não para pior.
    Criaram esse lixo para se darem bem.
    As siglas se multiplicarão e se alugarão ainda
    muito mais, e a promiscuidade dos políticos também,
    como vermes em carcaça apodrecida.
    Definitivamente, acabou a vergonha!