Gerdau é alvo da 6ª fase da Operação Zelotes da Polícia Federal

do Brasil 247

Buscas da PF estão sendo realizadas em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Pernambuco, em sedes do grupo siderúrgico Gerdau, na manhã desta quinta-feira; a operação Zelotes investiga fraudes em julgamentos do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf); há um mandado de condução coercitiva para André Gerdau, presidente do Comitê Executivo do Grupo e filho de Jorge Gerdau; suspeita é que o grupo tenha tentado interferir no Carf no pagamento de multas que somariam R$ 1,5 bilhão; a Gerdau alega que contrata "escritórios externos" para assessorá-la em questões tributárias e que pagamentos estão condicionados ao êxito dos processos.

Buscas da PF estão sendo realizadas em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Pernambuco, em sedes do grupo siderúrgico Gerdau, na manhã desta quinta-feira; a operação Zelotes investiga fraudes em julgamentos do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf); há um mandado de condução coercitiva para André Gerdau, presidente do Comitê Executivo do Grupo e filho de Jorge Gerdau; suspeita é que o grupo tenha tentado interferir no Carf no pagamento de multas que somariam R$ 1,5 bilhão; a Gerdau alega que contrata “escritórios externos” para assessorá-la em questões tributárias e que pagamentos estão condicionados ao êxito dos processos.

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (25) mais uma fase da Operação Zelotes, tendo como alvo é a empresa Gerdau (GGBR4). A siderúrgica éinvestigada por suposta compra de decisões no Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais).

A PF cumpre 18 mandados de busca e apreensão e 20 de condução coercitiva (quando a pessoa presta depoimento na delegacia e depois é liberada) no Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco e no Distrito Federal. Nenhum mandado é de prisão. Um dos mandados de condução coercitiva é para o presidente do Conselho Consultivo do Grupo Gerdau, Jorge Gerdau.

Ele também é integrante do Conselho de Desenvolvimento Econômico, o “Conselhão”, ligado à Presidência da República.

A suspeita é que o grupo tenha tentado interferir no Carf no pagamento de multas que somariam R$ 1,5 bilhão. A PF está nos endereços da empresa cumprindo mandado de busca.

5 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I just want to say I am very new to weblog and actually loved this web page. Probably I’m going to bookmark your blog . You definitely come with wonderful articles. Appreciate it for sharing your blog.

  2. Estes são os Ricos que gera riqueza para o pais diz senador do mt,mas eles tiram o sangue dos pobres pagando mal fazendo os de escravos assim como no passado,presente no futuro também,pagar imposto só para pobres.

  3. Ué … achei que a Zelotes era pra pegar o Lula, o filho do Lula, as empresas por onde o Lula passa na frente, na fachada da rua. O que deu? … Mudaram o nome dela de novo? … Alguém não pagou alguém da imprensa.

  4. Uaí, comecei a sentir firmeza, afinal mexerem com os GERDAU rei do aço no Brasil e influente cacique político, jamais acreditava ver isto em minha passagem terrena!

  5. Iampetter era do conselho da Petrobrás que aconselhou Dilma a comprar Refinaria De Pasadena.