Beto Richa segue fechando turmas e professores PSS ficam a ver navios

Como esses professores não são concursados, eles não têm garantia do emprego. Recebem menos, têm atrasos nos salários, não têm direito a progressões na carreira, etc. São tratados como professores de segunda classe. São “quase-escravos”, pois muitos sequer conseguem trabalhar para assim serem chamados.

Como esses professores não são concursados, eles não têm garantia do emprego. Recebem menos, têm atrasos nos salários, não têm direito a progressões na carreira, etc. São tratados como professores de segunda classe. São “quase-escravos”, pois muitos sequer conseguem trabalhar para assim serem chamados.

Os professores que trabalham contratados pelo Processo Seletivo Simplificado, os chamados PSS, estão sofrendo mais do que o costume neste início de 2016. Acontece que na maioria dos Núcleos Regionais de Educação (NREs) praticamente não há aulas para esses profissionais.

Por que faltam aulas aos PSS? Ora, porque o governador Beto Richa (PSDB) segue fechando turmas escolares estado afora. Menos turmas significa menos aulas, e, portanto, menos professores.

Só que a demanda e o número de estudantes não diminui, muito pelo contrário. Com a tão falada “crise”, muitas famílias estão desistindo de manter os filhos nas escolas particulares para migrar às escolas da rede pública.

O resultado dessa equação é desastroso. São turmas superlotadas em que um aprendizado satisfatório é praticamente impossível. Professores ficam extenuados, sujeitos ao estresse, a doenças da fala, à depressão. Tudo para o governo do estado economizar o dinheiro que não falta para a publicidade e para a corrupção.

Beto Richa planejava fechar 150 escolas no ano passado. Devido à reação das comunidades escolar, o tucano recuou e ainda fez demagogia contra a extinção de instituições de ensino. Agora, para não chamar a atenção, o governo segue defenestrando as turmas iniciais, de 6° anos do ensino fundamental, e de 1° ano no ensino médio.

Esse procedimento tem efeito cascata. Se uma escola tinha três turmas de 6° ano em 2015, pode ter somente uma em 2016. São duas turmas fechadas agora, quatro ano que vem, e seis no próximo. E por aí vai, até o fechamento “natural” da escola.

Voltemos aos PSS.

Como esses professores não são concursados, eles não têm garantia do emprego. Recebem menos, têm atrasos nos salários, não têm direito a progressões na carreira, etc. São tratados como professores de segunda classe. São “quase-escravos”, pois muitos sequer conseguem trabalhar para assim serem chamados.

Embora sejam menosprezados, os professores PSS sempre estiveram na linha de frente das greves — a exemplo das de 2015. Mesmo que a luta não os beneficie diretamente, e as bandeiras não sejam exatamente as suas, lá estiveram eles no front da batalha de 29 de abril.

A solução para esses profissionais é aguardar a realização de mais concursos, e torcer para que haja vagas nas suas áreas de conhecimento. Ainda restam muitos candidatos aprovados do último concurso que podem ser chamados. É preciso a realização de um novo concurso para preencher as vagas que o concurso vigente não preencheu.

Mas enquanto o governo do estado seguir com a política de fechar turmas, a situação só vai piorar, tanto para quem está em sala de aula, com superlotação e sem estrutura adequada, como para quem não consegue exercer a profissão para a qual tanto estudou.

9 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I simply want to tell you that I am all new to weblog and truly liked you’re web site. More than likely I’m want to bookmark your site . You surely have wonderful articles. Thank you for revealing your web page.

  2. Alguém aí pode me explicar por que a APP insiste em pedir um novo concurso se ainda tem muita gente para ser chamado no de 2013? Mesmo com toda a confusão que aquele concurso teve, foi um concurso com redação, que derrubou muitos candidatos. Porém, muitos passaram. Mas só se fala em um novo concurso…

  3. este traste só vai parar quando levar um giz lá bem no ???. MENINO fixa suja.picarete psdbesta.

  4. Ola, lendo toda esta reportagem fico ainda mais indignada. Sou professora de ed fisica pss e ano passado trabalhei o mes de novembro em uma escola fazendo a substituicao de uma professora de licenca, ate hj nao recebi este valor. Eles tratam os professores pss como lixo sendo que tbm nos formamos e somos qualificados como qlq outro funcionario publico. Trabalhamos e cumprimos carga horario de forma igual, pq nos tratam assim??? Precisamos de dinheiro e nao temos nenhuma prioridade, e se vc processa o estado nunca mais pode concursar. Injustiça! Desabafo!

  5. Elegeram o homem agora vão aguentar a pua.kkkkkkkkkkkkk a classe dos professores é desunida vão sofrer bem mais até o final do mandato do canalha . ele sai para o senado e se elege e leva junto o ratinho júnior ao governo do estado o povo do PR tem memória curta.kkkkk

  6. Eu sou PSS e sempre tive essa visão politica do governo Richa,que segue a mesma dos tucanos sujos. E com os professores é desumano oque esta acontecendo. Eu moro no assentamento,não pago aluguel,não pago água, não dependo de aulas pra viver.Mas me preocupo com os demais que: Aluguel,luz,água pra pagar, como esses vão viver? Quero ver quando esses PSSs vir atona, vamos ver se os QPMS vão ajudar e ir pra greve? Pois a greve do ano passado apenas favoreceu os QPMS e os PSSs foram prejudicados!! Ninguém penso nos PSSs……………..

    • Clara, todos nós ganhamos com a greve. a correção da inflação, o governo ofereceu zero. O pacotaço que estabelecia teto áximo de R$360,00 para os professores PSS foi derrubado. O momento é de unidade. Divisão só beneficia o patrão, no caso, Beto Richa.

  7. os sr juizes e policiais federais do parana, devem ficar “espertos” que”uma ora a casa cai. hoje com a internet a populaçao tem mais informacao, nao depende de uma fonte e uma analise, a varias e com analises muito distintas.
    repito: juizes e pf do parana, cuidado,ou acham que as pessoas “pensam que voces nao tem lado”.

  8. excelência na qualidade de ensino é uma prioridade deste governo estadual! vejam quantas escolas superfaturadas foram criadas neste governo! nunca se construiu tanta escola fantasma quanto foi feito neste mandato.
    vejam que o Betinho esta priorizando a pluralidade nas salas de aula, pois com mais de 50 alunos por turma temos uma diversidade cultural imensa!
    Qualidade no ensino é uma marca registrada do BETO play, daqui alguns dias ele pretende estender para os alunos o tratamento Vip dado aos professores a base cacetadas e mordida de cães.