Coluna do Requião Filho: A hipocrisia institucionalizada e os bedéis do governador Beto Richa

bedeis

Em sua coluna semanal, o deputado estadual Requião Filho mostra como agem alguns deputados estaduais que, para ele, têm lealdade cega pelo governador Beto Richa (PSDB). Segundo Requião, esses parlamentares, ao invés de cumprirem sua função de fiscalizar o governo e criar leis, somente apoiam o que o “patrão” manda, obedecendo cordialmente. Para o deputado, os carimbos de aprovação ou desaprovação dos projetos que tramitam na Alep, parecem pertencer ao governador; e são poucos os parlamentares que defendem os verdadeiros interesses dos paranaenses. Leia, ouça, comente e compartilhe.

Download áudio

Requião Filho*

Muitos Parlamentares se gabam de sua carreira política, estufam o peito para dizer que são Deputados, mas em verdade não passam de serviçais do Governador do Estado.

Ao invés de cumprirem sua função de fiscalizar o Poder Executivo e legislar, somente dão apoio ao que o Patrão lhes manda, obedecem cordialmente.

Pior ainda são aqueles que nem se quer respeitam o próprio Partido! Não importa quem ocupe a cadeira de Governador, obedecem como se fossem meros empregados. E ainda ficam com o ego abalado quando as lideranças do Partido reprovam seu comportamento subserviente.

Esta semana tivemos um exemplo do nível de domesticação de alguns parlamentares.

Um Projeto de Lei, de minha autoria, que visava beneficiar as micro e pequenas empresas foi encaminhado para a Comissão de Constituição e Justiça. Em sua primeira passagem pela CCJ, o Projeto de Lei recebeu parecer contrário, porém neste mesma sessão outro Deputado pediu vistas para analisar melhor o teor do Projeto. Notem: o Projeto ainda não tinha sido colocado em votação.

O parecer contrário não era nenhuma surpresa, afinal, o Projeto desagrada o Governador. Mas não deixa de ser um parecer curioso, aplicando legislação anterior à Constituição como se fosse hierarquicamente superior à Carta Magna.

Ocorre que, nesta terça-feira, quando o Deputado que pediu vistas iria começar a se manifestar a favor do Projeto, o Relator se manifestou afoito, objetando que o Projeto já havia sido votado. Chegou a erguer o papel que tinha sobre a mesa e mostrar que o Parecer dele próprio, contrário ao Projeto, já estava com todas as assinaturas dos demais deputados e com o carimbo de aprovado da Comissão, levando o Projeto a desaprovação, como se a votação tivesse ocorrido.

Mas como isto? Se nem se quer tinha sido aberta votação pelo Presidente da Comissão?

Vejam a que ponto chega à aflição de alguns para lustrar os lustres do Palácio ou engraxar as botas do Governador. Para que servimos na Assembleia Legislativa se todas as decisões que interessam ao Governo já foram tomadas na sala dos bedéis do Palácio?

Isto é uma ofensa ao próprio Poder Legislativo, pois ao que parece os carimbos de aprovação e desaprovação dos Projetos pertencem ao Poder Executivo.

Afinal todos sabem, não importa quem esteja no Governo, alguns sempre estarão dispostos a acatar qualquer ordem para receber alguns elogios.

Esta hipocrisia institucionalizada é um completo absurdo. É paranaenses! Poucos são os que realmente lhes servem e lhes defendem. Muitos ocupam cargos no Legislativo somente para agradar este Governo desmantelado e acatam qualquer pedido vindo do palácio como ordens.

Mas isto não me desanima, quanto mais obstáculos colocarem em meu caminho, maior fica meu ânimo e coragem para defender os paranaenses das maldades de Richa.

*Requião Filho é advogado, deputado estadual pelo PMDB e líder da oposição na Assembleia Legislativa do Paraná, especialista em políticas públicas.

Comentários encerrados.